PREVISAO DO TEMPO

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Polícia Civil

Governo propõe ampliar abismo salarial


"É a pior proposta que já ouvi na minha vida", disse Ortiz

O governo apresentou hoje, dia 31 de janeiro, o que o presidente da Ugeirm, Isaac Ortiz, classificou como "a pior proposta que eu já ouvi em toda a minha vida".


Pela tabela apresentada aos agentes policiais, está ampliado o abismo salarial. O chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, entra em férias à tarde de hoje e retorna após o dia 22 de fevereiro, quando deverá agendar nova reunião com a categoria.


A proposta do governo é remunerar por subsídio, isto é, com extinção de gratificações e adicionais por tempo de serviço. Em 2018, os agentes policiais teriam a seguinte remuneração bruta total:

Inspetor/Escrivão 1ª Classe - 3.738,23
Inspetor/Escrivão 2ª Classe - 5.426,46
Inspetor/Escrivão 3ª Classe - 7.114,69
Inspetor/Escrivão 4ª Classe - 8.802,93 (Investigador de 7ª - 8.362,78)
Comissário de Polícia - 10.491,16

"Eu não acredito que essa é uma proposta feita pelo Partido dos Trabalhadores, que diz ser preciso diminuir a diferença entre salários", disse Ortiz. Hoje, a diferença entre o vencimento inicial de um delegado e de um agente em início de carreira, considerada alta, é de 311%. O governo propôs que seja ampliada para quase 500%.

As centenas de policiais que aguardavam na frente do Palácio Piratini pelo resultado da reunião vaiaram os valores que foram lidos pelo presidente do sindicato. Todos os agentes seguiram para o Palácio da Polícia sem almoçar para tomar deliberações. Ainda hoje, mais notícias serão divulgadas no site do sindicato - e mais fotos, inseridas.


Mais Imagens:





Ortiz lê proposta para os policiais; categoria vaia
 
 
 Fonte:     http://www.ugeirm.com.br/?secao=comunicacao&pagina=noticias&id=1557

Nenhum comentário:

Postar um comentário