PREVISAO DO TEMPO

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Sargentos e tenentes pedem que Piratini divulgue salário de coronel para aceitar verticalidade

Para a categoria, governo "inverteu a pauta"


A Associação dos Sargentos, Subtenentes e Tenentes da Brigada Militar (Asstbm) encaminhou ofício, na tarde desta quinta-feira, à Casa Civil, questionando a proposta de verticalidade no pagamento do vencimento dos servidores. Segundo o presidente da entidade, Aparício Santellano, o documento apresentado pelo Executivo não deixa claro os valores a serem pagos a um coronel, cujo o salário vai servir de base para os cálculos.

"Não podemos aceitar algo sobre um valor que não se sabe ainda. Houve uma confusão e o governo inverteu a pauta", ponderou Santellano. Ele defende que o mais correto seja definir, primeiro, os reajustes dos oficiais. O pedido à Casa Civil é de que se informem valores ou um cálculo preciso sobre o básico a ser pago no futuro a um coronel.

Leia na íntegra e ouça áudio




quarta-feira, 11 de abril de 2012

Governo Tarso Genro vem aí com novo pacote que não discute com ninguém

- O blog Polícia & Política, que é ligado aos assuntos relacionados com a Brigada Militar, postou a nota a seguir que é do Correio do Povo desta terça-feira, mas acrescentou um comentário do próprio editor. O blog estranha o noticiário sobre um novo pacote do governo Tarso Genro, que a todo momento produz factóides do gênero para distrair a população sobre sua falta completa de ação administrativa.

O governo do PT está paralisado.

O governador Tarso Genro e o chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, irão reunir a base aliada em um jantar no Piratini, na próxima segunda-feira, para tratar do pacote de projetos que deve ser encaminhado à Assembleia, dias depois, ainda na semana que vem. A intenção do Piratini é fornecer detalhes e alinhar o discurso dos parlamentares, que terão de fazer a defesa dos projetos em plenário. Além da reformulação da Central de Compras e as propostas de reajuste salarial a categorias como Brigada Militar, Polícia Civil, e a segunda etapa de cronograma para o magistério, devem integrar o pacote pelo menos dois temas com potencial extra à polêmica: o projeto tratando da questão previdenciária, estabelecendo o reajuste linear do índice de contribuição a todos os servidores; e a proposta que libera o consumo de bebidas alcoólicas nos jogos da Copa de Mundo de 2014 realizados no Beira-Rio.

NOTA DO EDITOR: Se alguém sabe o que contém mais esse pacotão do governo do PT que me diga alguma coisa, pois pelo visto vamos comprar gato ensacado mais uma vez!!! Mudança na estrutura salarial dos oficiais é assunto complexo que, salvo entendimento contrário deve ser amplamente discutido com os interessados: os Oficiais da carreira de nível superior.
 
Fonte:    Jornalista Políbio Braga

Contato: polibio.braga@uol.com.br
Comercialização:polibio.braga@uol.com.br
Facebook: http://www.facebook.com/polibiobarag
Twitter: http://twitter.com/polibiobraga

Proposta de verticalidade apresentada pelo governo é bem recebida pela BM

Associação de Cabos e Soldados diz que oferta está acima da expectativa

Comentar0CorrigirImprimirDiminuir fonteAumentar fonte A Associação dos Cabos e Soldados da Brigada Militar recebeu de maneira positiva a proposta do governo do Estado de reajuste dos Praças da BM. O governo apresentou projeto de verticalidade onde os salários dos praças vão chegar a 23% do topo da carreira da categoria, que são os coronéis. Para os cabos, chegará a 24%.

Sargentos vão ganhar entre 28% e 33% do posto mais alto, e os primeiros tenentes, 43%. Esta proporção será implantada em calendário de pagamento parcelado até o final de 2014. Além disso, em novembro, soldados, cabos e tenentes vão receber 6% de aumento como início do cronograma.

O presidente da Associação dos Cabos e Soldados, Leonel Lucas, reconheceu que a proposta está acima do que os próprios praças estavam esperando:

— É um sonho de todo o policial militar, que é a volta da verticalidade. Esperamos agora que a categoria decida.

O chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, afirmou que se a proposta for aceita, o próximo passo será definir o calendário dos reajustes de 2013 e 2014, tanto para os oficiais quanto para os praças, que terão um percentual maior para reduzir a diferença:

— Estamos numa negociação bastante adiantada e tenho convicção que o reajuste será muito significativo.

Após a implantação da verticalidade, depois de 2014, os percentuais de reajustes para policiais militares serão os mesmos para todos os postos dentro da Brigada, de soldado a coronel.



Fonte: RÁDIO GAÚCHA

Acertado reajuste da Brigada Militar

A Associação Beneficente Antônio Mendes Filho (Abamf) - que representa os servidores de nível médio da Brigada Militar no RS - aprovou o reajuste proposto pelo governo do Estado. A reunião ocorreu na tarde de ontem, entre o chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, e o presidente da Abamf, Leonel Lucas. Agora, a resolução será apresentada aos associados.

Como foi reivindicado pela Abamf, o governo ofereceu a criação de uma lei de verticalidade - benefício que já será aplicado em 2013 e concluído em 2014. Conforme Lucas, em novembro será concedida uma correção de 6% nos vencimentos de soldado a tenente.

Plano salarial para a BM *


- Em 2013:

Soldado - 21%
Cabo - 22%
3 sargento - 25%
2 sargento - 28%
1 sargento - 30%
1 tenente - 41%

*Parâmetro utilizado: Salário de coronel.

- Em 2014:

Soldado - 23%
Cabo - 24%
3 sargento - 28%
2 sargento - 31%
1 sargento - 33%
1 tenente - 43%
Fonte: Abamf

Transcrito do: Correio do Povo 11abr2012








terça-feira, 10 de abril de 2012

Governo apresenta proposta para a volta da verticalidade salarial


Segundo informações da Rádio Gaúcha, na tarde desta terça-feira, 10, o chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, declarou que os servidores de nível médio da Brigada Militar serão beneficiados com a verticalidade salarial a partir dos índices percentuais que forem definidos aos Coronéis. Os dados informados foram os seguintes: 

Em novembro/2012 será concedido 6% de reajuste aos servidores de nível médio, ativos e inativos.

Haverá o retorno da verticalidade salarial, os índices percentuais de reajustes seriam os seguintes:
Soldado – 23%
3º Sargento – 28%
2º Sargento – 31%
1º Sargento – 33%
1º Tenente – 43%
*Ainda não temos a informação sobre o mês ou ano que começará a vigorar esse aumento. Conforme Carlos Pestana, a ASSTBM será convidada a discutir essa proposta ainda nessa semana.


DEE ASSTBM