PREVISAO DO TEMPO

sábado, 23 de julho de 2011

COLUNA DA TALINE OPPTIZ

Previdência volta à pauta dia 9

Encerrada após a elaboração dos projetos de elevação da contribuição previdenciária e da criação de fundo específico, o governo irá reinstalar, dia 9 de agosto, câmara temática da Previdência. A intenção do Piratini é discutir, em conjunto com os servidores, como será regulamentado o fundo aprovado pela Assembleia na sessão mais longa da história da Casa. Entre os temas em discussão, quem irá gerir o fundo, os integrantes da diretoria, a gestão paritária e a utilização dos recursos depositados. Depois de ser elaborada pelo Executivo, a proposta de regulamentação precisará ser encaminhada ao Legislativo para passar pelo aval do plenário. A exemplo da primeira votação, que criou o fundo, deputados de oposição e de partidos da base, mais uma vez, devem se revezar na tribuna, por horas, durante as discussões sobre seu funcionamento, na prática.

Prazo está correndo

A criação do fundo previdenciário gaúcho foi sancionada pelo governador Tarso Genro no dia 18. A partir desta data, o Executivo tem 90 dias para encaminhar a proposta de regulamentação à Assembleia. O prazo se encerra na segunda quinzena de outubro.

Não só Previdência

A câmara temática da Previdência, que será recriada pelo governo em agosto, servirá também de fórum para a discussão de outros temas que devem mobilizar os debates no segundo semestre deste ano. Entre eles, a matriz salarial e a vigência de teto no Estado.

Secretário e presidente do Cpers divergem

Como o governador Tarso Genro, o secretário José Clóvis de Azevedo afirma haver diferença entre avaliação por mérito e meritocracia. "Uma coisa é mérito, outra é pagar por produtividade. Não vamos estabelecer a meritocracia porque não haverá prêmio ou castigo pelo êxito ou pelo fracasso. Estamos tratando é da formação do ser humano." A presidente do Cpers, Rejane de Oliveira, discorda. "É tudo a mesma coisa. No fundo, os conceitos são meritocracia, metas, eficácia e produtividade. É perverso."
FONTE: CORREIO DO POVO ANO 116 Nº 297 - PORTO ALEGRE, DOMINGO, 24 DE JULHO DE 2011

Magistério: novas regras em outubro

Na avaliação por mérito, formação dos professores ganhará mais peso

Azevedo diz que hoje falta estímulo<br /><b>Crédito: </b> marco couto / al / cp memória
Azevedo diz que hoje falta estímulo
Crédito: marco couto / al / cp memória
O novo sistema de avaliação por mérito a ser implantado no plano de carreira dos professores da rede pública estadual vai ser apresentado ao governador dentro dos próximos 15 dias e entra em vigor em outubro, mês em que se inicia o período da próxima avaliação anual. No novo sistema, o item referente à formação dos professores vai ganhar um peso superior aos demais, mas os critérios utilizados para determinar a qualidade e pertinência dos cursos realizados também serão bem mais rigorosos.

De acordo com os dados do grupo formado na Secretaria da Educação para tratar do assunto, hoje, por exemplo, os professores podem apresentar apenas um certificado de formação continuada por ano para pleitear a ascensão no plano de carreira. A partir da mudança das regras, eles poderão apresentar todos os que tiverem realizado no período. Os certificados, no entanto, serão examinados com lupa.

"Vamos estabelecer critérios em relação à natureza dos certificados a serem aceitos e às instituições que os ministram, bem como definir uma carga horária mínima e a pertinência dos cursos em relação à educação. Hoje o sistema é muito fechado e não estimula os professores a estudarem", enumera o secretário estadual da Educação, José Clóvis de Azevedo.

Questionado sobre se o sistema atual tem brechas que permitem que cursos não relacionados à área da educação ou de qualidade deficiente sejam utilizados para a progressão na carreira, o secretário responde com outra afirmação: "Isso vai acabar." De acordo com ele, o governo considera que os novos critérios serão considerados positivos pela maior parte das categorias ligadas à educação estadual. "Queremos facilitar a ascensão no plano de carreira e aperfeiçoar os critérios, tornando-os mais transparentes e de domínio público. Hoje, até uma parte dos professores não entende bem o sistema", assinala o secretário.

FONTE: CORREIO DO POVO ANO 116 Nº 297 - PORTO ALEGRE, DOMINGO, 24 DE JULHO DE 2011

Cpers promete reação a mudanças

O secretário estadual da Educação, José Clóvis de Azevedo, minimiza a reação que deve ocorrer entre professores e funcionários de escolas em relação ao novo plano de carreira. Ele lembra que, no atual plano de carreira, existem dois tipos de promoção: por antiguidade ou por merecimento. "Há quem faça o debate, como se avaliar o mérito fosse uma novidade, e não é", afirma. Entre os principais itens considerados no sistema de avaliação em vigor estão assiduidade, pontualidade, qualidade do trabalho pedagógico, participação em projetos e na comunidade e realização de cursos. "Vamos aperfeiçoar porque hoje a definição dos pontos é desequilibrada e não muito lógica."

A presidente do Cpers, Rejane de Oliveira, rebate a posição do governo. "Temos um sistema de avaliação no qual o corpo docente e o discente avaliam o professor, mas com base na realidade das escolas. Nosso problema não é sermos avaliados. É que a avaliação por mérito ou meritocracia avalia por eficácia e metas e penaliza quem não as alcança." Sobre a qualificação, Rejane nega que o atual sistema deixe brechas para que professores realizem cursos não relacionados à educação, com cargas horárias compactas ou ministrados por instituições inadequadas e usem os certificados para mudar de nível no plano de carreira. "Todos os cursos são de áreas afins", afirma.

O Cpers reclama que não foi chamado para discutir a mudança e, na reunião do conselho geral, na sexta-feira, definiu a realização de greve caso o governo altere o plano de carreira. Tem pronto até o slogan da campanha: "Tarso nunca mais". "O governo quer criar a visão de que a qualidade na educação é responsabilidade de professores e funcionários. Queremos discutir o sucateamento das escolas e o não cumprimento da aplicação de 35% da receita corrente líquida na educação", disse Rejane.

FONTE: CORREIO DO POVO ANO 116 Nº 297 - PORTO ALEGRE, DOMINGO, 24 DE JULHO DE 2011


Gratificações serão reavaliadas

Após mudar o sistema de avaliação no plano de carreira do magistério, o governo vai tratar das gratificações por difícil acesso e por unidocência. "Elas foram criadas como máscara para os baixos salários e, dentro do novo compromisso do governo em relação ao piso nacional, são desnecessárias", avalia o secretário estadual da Educação, José Clóvis de Azevedo.


FONTE: CORREIO DO POVO ANO 116 Nº 297 - PORTO ALEGRE, DOMINGO, 24 DE JULHO DE 2011

POLÍTICA CLASSISTA

 A tarde do dia 22 de julho teve um significado especial para alguns lutadores classistas. O Soldado João Domingues presidente da Associação de Cabos e Soldados Policiais militares de Pelotas e também da Federação das Entidades Independentes dos Servidores Militares Estaduais de Nível Médio da Brigada Militar do Estado do Rio Grande do Sul – FERPMBM-RS entregou no gabinete da Líder do Governo alguns documentos com reivindicações em favor da categoria brigadiana.

Posteriormente, acompanhado da direção de algumas das associações federadas dirigiu-se até a Secretaria de Segurança Pública onde houve reunião com o Secretário Airton Milchels ao qual foram entregue alguns documentos reivindicatórios. Dentre os pontos debatidos diretmente com o Secretário destacou-se a regionalização dos cursos CBA e CTSP que além de movimentar os brigadianos deixando várias cidades com efetivo mínimo no Policiamento Ostensivo, faz com que aumentem as despesas do cursando, haja vista que o mesmo além de arcar com as despesas familiares acaba tendo que prover o seu próprio sustento e sobrevivência no local onde está designado para fazer o curso. O secretário parece ter mostrado interesse por esse fato, pois até perguntou; eles não recebem diárias para isso? Ao que foi respondido que não, pois estão em curso. 


Segundo Domingues a hora é de união e a FERPM juntamente com as associações federadas se coloca a disposição da ABAMF e ASSTBM para apoiar na luta pela melhoria salarial e manutenção dos direitos brigadianos.




Publico com a devida autorização foto da entrega de documentos, fotos da reunião e algum documento digitalizado contendo demandas da ACSJAR e FERPMBM-RS.




Presidentes de Associações Independentes no aguardo do senhor Secretário de Segurança Pública



Fotos e artigo sob inteira responsabilidade de 
Dagoberto Valteman – 2º Sgt RR BM
Jornalista-registro MTE 15265

DOCUMENTOS DIGITALIZADOS CONTENDO DEMANDAS DAS ASSOCIAÇÕES INDEPENDENTES MAS QUE SÃO DE INTERESSE DE TODO O EFETIVO BRIGADIANO





Justiça nega danos morais a policiais por cena de novela - POLICIAIS E BOMBEIROS DO BRASIL - A MAIOR COMUNIDADE DO GENERO

Tarso afirma que vai debater educação com toda a sociedade - Agenda 2020 - RS - Rio Grande do Sul

ASSTBM e ABAMF Constroem mobilização permanente pela dignidade salarial dos Brigadianos | ASSTBM

Por reajuste, policiais protestam no Piratini | ASSTBM

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Precatório será pago com rapidez

A partir de hoje, advogados e partes interessadas serão beneficiados com o pagamento mais rápido de precatórios. Parceria entre o Tribunal de Justiça do RS e o Banrisul agilizará o sistema Office Banking, automatizando o pagamento, mediante troca de informações do Setor de Precatórios do TJ e o banco, com a dispensa de papéis. O juiz Pedro Luiz Pozza, coordenador do setor, diz que o valor poderá ser sacado em qualquer agência.


FONTE: CORREIO DO POVO ANO 116 Nº 294 - PORTO ALEGRE, QUINTA-FEIRA, 21 DE JULHO DE 2011

Sargento da PM é punido com prisão por acúmulo de cargos - POLICIAIS E BOMBEIROS DO BRASIL - A MAIOR COMUNIDADE DO GENERO

PEC 300 - POLICIAIS E BOMBEIROS DO BRASIL - A MAIOR COMUNIDADE DO GENERO

Policiais invadem o Palácio Piratini e exigem audiência com Tarso Genro | ASSTBM