PREVISAO DO TEMPO

sábado, 21 de abril de 2012

Apartes

Assim que o novo projeto de previdência chegar à Assembleia, se ele for realmente enviado para votação pelo Palácio Piratini, a oposição pretende ingressar com nova ação apontando a elevação da alíquota previdenciária para os servidores públicos estaduais como confisco.

Fonte: Correio do Povo 21abr2012
Coluna da Taline Oppitz
 Luiz Augusto Kern - lak@correiodopovo.com.br

Biolchi critica pacote de Tarso

O líder da bancada do PMDB, deputado Márcio Biolchi, teme que a proposta de aumento de 11% para 13,25% na alíquota da Previdência seja protocolada em regime de urgência. "Se o governo vê no déficit previdenciário um problema estrutural, as discussões não podem ficar restritas. A Assembleia não tem apenas 32 deputados", criticou.

Fonte: Correio do Povo 21abr2012

Previdência: muda alíquota

Na minuta do novo projeto de alteração da Previdência estadual que os deputados da base aliada começaram a receber ontem, o governo do Estado já promoveu uma pequena redução no aumento linear da alíquota: dos 13,5% ventilados inicialmente para 13,25%. A minuta estabelece ainda que o reajuste será estendido aos servidores que ingressarem pelo novo regime, aquele criado no ano passado. Hoje, a alíquota, para todos, é de 11%.

O Piratini tem diversas projeções de aumento de alíquota para a totalidade dos servidores. De acordo com elas, uma contribuição de 13,5% resultará em uma arrecadação de R$ 200 milhões ao ano. Se a alíquota for de 13%, a arrecadação será de R$ 160 milhões/ano. E, se for de 12,5%, ela baixa para R$ 120 milhões/ano. O envio do projeto continua gerando desconforto entre integrantes da base aliada e dentro do Piratini.

Fonte: Correio do Povo 21abr2012

Uma homenagem ao dia do Policial Militar

Vitória Silenciosa


Faço aqui minha homenagem a estes homens e mulheres, policiais militares, bombeiros militares, e a todos aqueles que trabalham nos braços especializados da Brigada Militar, os brigadianos, sim a todos que usam ou usaram a farda bege lido, que é quente no verão e fria no inverno, seu trabalho é indispensável, sendo todos insubstituíveis, pois no momento não há nenhum outro contingente que possa de uma só vez, de pronto, realizar este tipo de trabalho, segurança pública, ninguém suficientemente com técnica, nem experiência para ocupar todos os seus lugares ao mesmo tempo, vocês são a engrenagem do estado, então só agora comecei a entender melhor aquela frase: ¨Os governos passam, as sociedades caem, só a polícia é eterna.”

Durante o patrulhamento ostensivo se pode observar como as crianças gostam da presença dos policiais militares, abanam, cumprimentam, fazem sinal de positivo, e como fico feliz quando muitas delas dizem que desejam ser policias quando crescerem, mesmo sabendo que em pouco tempo mudarão de idéia, é as crianças se sentem seguras com a presença dos policiais, confiam neles, para elas estes são os heróis, tanto como aqueles heróis que elas assistem nos desenhos animados, penso que fazendo algumas ressalvas as crianças tem razão, pois há mesmo varias semelhanças entre estes dois tipos de heróis, pois os dos desenhos usam suas roupas especiais, capas e escudos, tem veículos identificados e sempre chegam rápido ao local onde estão precisando deles, já os policiais usam suas fardas e coletes a prova de balas( por vezes com validade vencida) e se deslocam em suas ¨velhaturas¨ também identificadas, mas nem sempre chegam a tempo nos locais das ocorrências, os heróis dos quadrinhos tem armas futuristas que lançam raios laser, raios gama e todo tipo de raios ou possuem um cinto de utilidades, os policiais usam suas modernas pistolas calibre 40, armas de choque ou seus legendários revolveres calibre 38, os heróis da TV não recebem nada pelo seu trabalho, os policias “quase nada”, mas há uma diferença básica entre eles, só os policiais “morrem em ação no combate ao crime”.

Minha homenagem especial ao colega PAULO ROBERTO GOMES RIBAS, morto no município de Dom Feliciano, enquanto tentava impedir um furto a banco em acompanhamento aos meliantes, então pergunto que tipo de homem corre em direção aos criminosos na mira de um FUZIL? HERÓI... e sua família quem ampara??? Assim como ele, outros tantos cumpriram com seus juramentos, servir e proteger com o risco da própria vida, sim foi isso que lhes foi requerido, a vida, é um risco com o qual todos os policiais militares convivem diariamente, heróis mortais em uma guerra não declarada, e, como as baixas ocorrem todos os dias e não todas de uma só vez, tal guerra num primeiro momento, parece não merecer maior atenção por parte do Estado.

Mas e os bandidos? Continuam explodindo os caixas eletrônicos e cometendo toda a espécie de crimes, inclusive matando os nossos heróis, penso que eles sabem que nossas leis são frouxas e ultrapassadas, que nosso sistema carcerário não recupera ninguém, pelo contrário é uma universidade do crime que funciona em nossas modernas masmorras medievais, já os nossos heróis mortos vão para o cemitério, paz perpétua, sim o custo com eles deve ser menor.

Difícil missão tem nossos policiais, mas apesar de tudo seguem confiantes, pois com muita dedicação e coragem, não medem esforços no combate da criminalidade e por muitas vezes saem vitoriosos, e toda a sociedade agradece e pensa que a grande vitória dos policiais está em prender bandidos perigosos, recuperar bens, evitar mortes, salvar vidas, sim tudo isto é de incalculável importância e traz a satisfação do dever cumprido, mas acredito que a grande vitória de todo policial militar se dá quando ele consegue voltar para casa vivo, e ao entrar em seu lar vê que sua esposa e filhos estão bem ou que repousam em segurança, sim neste momento ele obtêm a sua maior vitória, uma vitória silenciosa.


HERCULES PERES BLOEDOW

Soldado da BM- Presidente ABPBM-SR

sexta-feira, 20 de abril de 2012

DIA DO POLICIAL MILITAR


Policial Militar, você que:

• Tem a missão de preservar, manter a restauração da segurança e da ordem pública.

• Executa um excelente trabalho para o bem estar da sociedade.

• Encontra dificuldades, mas continua atuando de forma ética e comprometida com a sociedade,

Policial Militar sabemos do seu esforço e da sua abnegação para ter sucesso em suas operações

Quantas vezes você fez papel de psicólogo quando um colega discutia com a mulher, diante da incompreensão com a sua profissão, mecânico ao socorrer idosos e deficientes com pneus furados, assistente social quando confortava a família de alguma vítima assassinada, pedreiro ao participar de mutirões na reconstrução de casas destruídas pelas enchentes, guardião de mortos por horas a fio, parteiro, professor ... Voluntário!

Tantas vezes foi discriminado, humilhado, apedrejado, xingado, agredido, vaiado, espancado, rejeitado, incompreendido ... Atropelado numa blitz.

Na hora do ônus, CONVOCADO, mas na hora do bônus, ESQUECIDO;

E mesmo hoje, calejado ama o que faz e passa tudo de novo, a qualquer hora e em qualquer lugar sem recuar e sem reclamar fazendo da melhor maneira possível.

Pessoa qualificada, aguerrida, destemida... Que a qualquer hora do dia se faz presente em defesa do cidadão, orientando, protegendo, aconselhando, defendendo. Jamais se deixe ser usado como mecanismo de manipulação política, de maneira grosseira e desrespeitosa. Exige seu respeito sempre! Siga sempre em frente.

Policial Militar todos precisam de você!

Não só hoje, 21 de abril lhe parabenizo, mas sempre!

Que Deus o abençõe!


Dagoberto Valteman

2º Sgt RR BM

PMs rejeitam proposta do governo


Em assembleia, associação descartou a verticalidade escalonada
Crédito: vinícius roratto 
A assembleia geral convocada pela Associação dos Sargentos, Subtenentes e Tenentes da Brigada Militar (ASSTBM) rejeitou, por unanimidade, a proposta de verticalidade escalonada no pagamento dos vencimentos da categoria que havia sido apresentada pelo governo. A deliberação ocorreu ontem, na sede da entidade, em Porto Alegre, com a presença de representantes das regionais.

O presidente da Associação dos Sargentos, Subtenentes e Tenentes da BM, Aparício Santellano, disse que a contraproposta da categoria agora é única: 90% do vencimento do básico do servidor acima de cada patente em vez de percentuais escalonados.

Citou, como exemplo, que um major deveria receber 90% do vencimento de um tenente-coronel e que um capitão ganharia 90% deste mesmo major, e assim, decrescendo de modo sucessivo, passando ainda pelo tenente, chegaria até o soldado, que receberia 90% do vencimento do sargento que está acima dele. "Não vamos mais recuar de nossa parte", disse o dirigente, lembrando que os oficiais de nível superior já recebem 90% do posto acima, como o tenente-coronel em relação ao coronel.



Fonte: Correio do Povo 20abr2012