PREVISAO DO TEMPO

sábado, 28 de maio de 2011

Municipários mantêm greve após reunião com a prefeitura

Novo encontro está marcado para segunda-feira, às 8h30min

Depois de reunião com a prefeitura na tarde deste sábado, os municipários decidiram manter a greve que iniciou na segunda-feira. Os servidores e a Secretaria da Fazenda discutiram números do orçamento do município, mas não chegaram a acordo sobre um índice de reajuste.

Ficou marcada para às 8h30min de segunda-feira uma nova reunião na Secretaria de Administração de Porto Alegre. Após o encontro, os municipários se reunirão em assembleia às 14h para decidir os rumos da paralisação, segundo a diretora-geral do Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa), Carmen Padilha.

Na tarde de sexta-feira, já havia ficado acertada a possibilidade de negociação do índice proposto pela prefeitura, que é de 7%. Inicialmente o sindicato havia pedido um reajuste de 18%

FONTE: Zero Hora 28/05/2011 - 19h40min

sexta-feira, 27 de maio de 2011

A história se repete.

             Parece que é de praxe os nossos governantes onerarem os servidores para resolver os problemas financeiros do Estado. Vejam que em 2003 já houve aumento na contribuição previdenciária e pelo que sabemos não adiantou nada.
             Tudo se repete, o governo novamente dá incentivos fiscais para muitos empresários que tipo Azaléia abandonam o Estado quando a fonte seca, e onera os vencimentos já combalidos do funcionário público que é taxado de vilão da história.  

             Acompanhe no folheto ao lado datado de 08outubro2003, do qual foi devidamente retirada a assinatura para que fosse publicado.

Dagoberto Valteman - Jornalista
Registro MTE - 15265

Para ampliar e facilitar a leitura, clique duas vezes nas imagens.

INFORMATIVO NCST-PB

Domingo, 22 de maio de 2011 SISTEMA DE INFORMAÇÕES SOBRE SEGURANÇA É UM DESASTRE, DIZ MINISTRO DA JUSTIÇA

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou que o sistema de informações sobre segurança pública do Brasil é “um desastre”. Segundo ele, o Ministério da Justiça trabalha para criar um sistema nacional de informações sobre segurança pública com a integração de dados de todos os estados. “Vamos propor que o envio das informações seja obrigatório, sob pena de o estado deixar de receber verbas do governo federal”, disse.

Cardozo ressaltou que não há combate à criminalidade sem informação. “É preciso saber como e onde os crimes ocorrem para poder estabelecer políticas”, afirmou o ministro. De acordo com o ministro, a integração do sistema de informação sobre segurança pública ajudará a gerenciar melhor a alocação de recursos na área. “Voluntarismo e boa vontade são importantes, mas resolvem pouco. Sem planejamento e gestão vamos desperdiçar dinheiro.”

O ministro da Justiça participou nesta quinta-feira de audiência pública na Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado sobre os projetos do governo federal na área de segurança pública. A audiência foi proposta pelos deputados Alessandro Molon (PT-RJ), João Campos (PSDB-GO) e Duarte Nogueira (PSDB-SP).

Na opinião do deputado João Campos, as informações sobre segurança não devem ser propriedade de nenhum ente federativo, mas precisam ser compartilhadas. “O que podemos fazer é aprovar um projeto de lei para estabelecer critérios e condicionar o repasse de dados a essa integração.”

O deputado Alessandro Molon (PT-RJ), afirmou que o acesso a informações confiáveis dará condições para uma politica nacional de segurança pública fundamentada e estruturada.

Sistema prisional:

O ministro qualificou o sistema prisional brasileiro como “medieval”. “Temos 60 mil presos em delegacias de policia e isso é inaceitável.” Outros problemas admitidos pelo ministro são as celas superlotadas e o desvio de função dos policiais que cuidam de carceragens. “Se conseguirmos fazer um plano nesses quatro anos para zerar isso, será um marco histórico”, disse Cardozo.

Além da integração de informações e de melhorias no sistema prisional, o ministro considera necessário investir no combate à corrupção policial, aumentar a integração com órgãos policiais internacionais e órgãos federais e estaduais, além de trabalhar as ações de segurança dentro do contexto de políticas sociais.

Recursos:

João Campos afirmou que o planejamento para uso de recursos em segurança pública não pode dificultar o repasse aos estados. Segundo ele, o ministro indicou uma falta de planejamento do governo nos últimos anos. “Ele disse que estamos começando do zero, temos que planejar tudo, elaborar programas para poder agir. Isso me preocupa muito.”

Molon rebateu a crítica de Campos. De acordo com o parlamentar, mesmo o governo federal sendo de continuidade, cada ministro tem sua própria gestão. “A distribuição de recursos é importante, mas me preocupo quando os estados querem dinheiro sem planejamento, sem concertação de objetivos comuns”, disse Molon.

FONTE:

Redação - Ag. Brasil
 
Fonte:


NCST/Nacional







______________________________________________



ANTONIO ERIVALDO HENRIQUE DE SOUSA

Presidente da NCST-PB



Nova Central Sindical de Trabalhadores da Paraíba – NCST-PB

Endereço: Sede na Avenida João Machado, 553, Sala 504,

Edficio Plaza Center – Centro – João Pessoa/PB

CEP. 58013.520



Telefone: 83 8866.0221 / 8845.5767

Fax: 83 3513.7936

Email: ncstpb@yahoo.com.br

Site: www.ncstpb.com.br

Tarso entrega pacote de medidas na Assembleia que penaliza servidores

Nesta quinta-feira o governador Tarso Genro protocolou na Assembleia Legislativa um conjunto de projetos que são amplamente rejeitados pelas entidades representativas dos servidores.



Segundo as representações do funcionalismo estadual, ao invés de encarar os verdadeiros problemas, que são os altos salários e as isenções e renúncias fiscais, o governador Tarso Genro opta em atacar direitos dos servidores. Ao anunciar uma nova previdência, o governo diminui sua contribuição em 50% e transfere para o setor financeiro os recursos arrecadados.



A FESSERGS está atenta e mobilizada, em conjunto com as demais entidades de servidores públicos, para buscar apoio dos parlamentares gaúchos para que o chamado "Programa de Sustentabilidade Financeira" não seja aprovado na Assembleia Legislativa. "O funcionalismo gaúcho já demonstrou sua união na última terça-feira, quando lotou o auditório do Colégio Sevigné em ato que marcou seu repúdio às mudanças no pagamento da RPV's. Essas mais de 23 entidades permanecem unidas pela derrubada deste projeto que só penaliza mais quem presta serviços aos cidadãos do nosso estado", afirmou o presidente da Federação, Sérgio Arnoud.



A entidade é uma das participantes do ato contra o Pacote do Governo marcado para o dia 02 de junho, a partir das 14h, na Praça da Matriz.



Tatiana Danieli

Jornalista - MTB 8781

Pagamento do funcionalismo público para o mês de maio começa sexta-feira

A Secretaria da Fazenda do Estado informa que o pagamento para o funcionalismo público referente ao mês de maio começa nesta sexta-feira (27) e vai até o dia 02 de junho. Calendário de pagamento do funcionalismo para o mês de maio:



27 (sexta-feira) - Magistério, Quadro Geral, Quadro Servidores de Escola e Inativos Ferroviários.

30 (segunda-feira) - Categorias de Nível Médio da Segurança e da Saúde.

31 (terça-feira) - Demais servidores.

02/06 (quinta-feira) - Inativos e Pensionistas com pendência de 60 dias no Recadastramento 2011 (Demais Inativos e Pensionistas recebem normalmente)



A Sefaz alerta que o Recadastramento 2011 dos inativos e pensionistas deve ser feito no mês de aniversário, diretamente na sua agência do Banrisul. A alteração no crédito da folha ocorre porque não houve resposta às diversas tentativas anteriores de contato (carta comercial, e-mail particular e mensagem no portal do servidor) e é mais uma iniciativa para evitar pagamentos indevidos. Será colocado um alerta no rodapé do contracheque disponibilizado no Terminal Cliente do Banrisul.



Se estes servidores, aniversariantes de março, regularizarem o recadastramento até o dia 20 de junho, na própria agência bancária, o pagamento vai ser normalizado automaticamente no próximo mês. Caso continuem com pendências, terão o pagamento suspenso enquanto persistir a ausência, na forma do Decreto 44.759/2006.



Texto: Bruno Goularte

Edição: Palácio Piratini (51) 3210.4305



Programa Segurança em Debate

O Programa Segurança em Debate contou com a participação do Policial Militar Lemir e do Policial Civil Bender.



O Programa Segurança em Debate recebeu na noite de quinta (27) o Policial Militar Lêmir e o Policial Civil Bênder . Os convidados falaram sobre suas profissões, responderam perguntas dos telespectadores e deram dicas de segurança.

O Programa Segurança em Debate vai ao ar no Domingo às 16h, na Quarta-Feira ás 16h e Quinta às 21h, transmitido pela TVC no canal 14 da NET e 09 VIACABO, o apresentador do Programa é o Presidente da Associação de Cabos e Soldados Policiais Militares o Soldado João Domingues.





--

Postado por Blogger  ACS JAR - Associação de Cabos e Soldados da Brigada Militar, Entidade filiada à FERPM e ANASPRA em 5/27/2011 06:00:00 AM

Coluna Paulo Santana - 26/05/11 - A sina policial



quinta-feira, 26 de maio de 2011

Tarso e Pestana entregam pacote de sustentabilidade financeira à Assembleia | Política

Coluna da Taline Oppitz

Maioria

A falta de quórum, pela segunda vez, para a votação em plenário do reajuste salarial dos professores e de secretários de escola deu razão aos articulistas do Piratini, que se jogaram no ano passado, logo após o pleito, atrás de uma ampla base de apoio na Assembleia. Se, como se viu ontem, mesmo contando com 32 aliados o governo não votou o reajuste ao magistério, como queria, imagine-se o quão difícil seria a vida do governador Tarso Genro sem aliados em vários partidos para apoiá-lo. Ressalte-se que a falta de quórum ocorreu porque grande parte dos parlamentares ligados ao Piratini foi a Brasília acompanhar a votação do Código Florestal, aprovado na terça-feira.

Arriscando

A estratégia utilizada pela oposição, que encontra dificuldades para ocupar espaço no enfrentamento com o governo Tarso Genro (PT), é arriscada. Impôs duas derrotas ao Palácio Piratini, uma na terça-feira e outra ontem, quando não deu quórum para a votação do reajuste do magistério e de servidores de escola, mas com isso enfureceu os professores, que agora estão sem o aumento negociado com o governo do Estado. Nem o apelo da líder do Piratini na Assembleia, Miriam Marroni (PT), de que o enfrentamento entre oposição e governo se desse em outro momento surtiu efeito.


Apartes

Governador Tarso Genro e o chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, protocolam os projetos do programa de sustentabilidade financeira na Assembleia hoje, às 12h, em encontro com o presidente Adão Villaverde.

O repórter Carlos Rollsing embarca hoje para a Coreia do Sul acompanhando a comitiva do governador Tarso Genro. Fará cobertura para o jornal e site do Correio do Povo e da Rádio Guaíba.

LUIZ AUGUSTO KERN - Interino lak@correiodopovo.com.br

Fonte: Jornal Correio do Povo ANO 116 Nº 238 - PORTO ALEGRE, QUINTA-FEIRA, 26 DE MAIO DE 2011

Justiça: servidor para

 Com o protesto, foram mantidos apenas os serviços de urgência<br /><b>Crédito: </b>  ARTHUR PULS
Com o protesto, foram mantidos apenas os serviços de urgência
Crédito: ARTHUR PULS

Os servidores da Justiça do Rio Grande do Sul realizaram ao longo do dia de ontem paralisação no Estado. O objetivo da manifestação é mostrar a posição contrária dos funcionários com a proposta apresentada pelo Tribunal de Justiça para o aumento salarial. Os servidores pediram reajuste de 27% e a proposta do TJ foi de 12%. Apenas os serviços de urgência, como alvarás e audiências de plantão, foram mantidos.

Em Porto Alegre, os trabalhadores fizeram mobilizações em frente ao Tribunal de Justiça e ao Fórum Central, explicando à população as dificuldades da categoria. Segundo o coordenador-geral do Sindicato dos Servidores do Judiciário Estadual, Valter Assis Macedo, a categoria reivindica um reajuste que recupere as perdas salariais, de 56%, a negociação do Plano de Cargos e Salários e jornada de seis horas.

O Tribunal de Justiça informou que o projeto com o reajuste da categoria em 12%, em três parcelas, sendo a última em janeiro de 2012, foi encaminhado na última segunda-feira para votação na Assembleia Legislativa. 

Entre os dias 3 e 10 de junho haverá uma nova assembleia geral da categoria, integrada por 10 mil servidores entre ativos e inativos. Existe a possibilidade do indicativo de greve. 



Fonte: Correio do Povo ANO 116 Nº 238 - PORTO ALEGRE, QUINTA-FEIRA, 26 DE MAIO DE 2011

Municipários fazem atos

Ontem, os grevistas realizaram atos em frente aos órgãos municipais visando ampliar a adesão à paralisação. O Sindicato da categoria afirma cerca de 90% das escolas da rede municipal e 70% dos serviços de saúde aderiram ao movimento, além de servidores de outros setores da administração.

Fonte: Correio do Povo ANO 116 Nº 238 - PORTO ALEGRE, QUINTA-FEIRA, 26 DE MAIO DE 2011

Policiais civis do RS se mobilizam

Os policiais civis gaúchos vão paralisar suas atividades por 24 horas no dia 15 de junho, em protesto pela falta de política salarial, corte de horas-extras, atraso na publicação de promoções e descaso quanto ao plano de carreira. A decisão foi tomada na manhã de ontem, em reunião da Ugeirm Sindicato, que representa escrivães, inspetores e investigadores da Polícia Civil, em Porto Alegre.

De acordo com a entidade, um novo parecer da Procuradoria Geral do Estado (PGE), negou os direitos de aposentadoria definidos na lei complementar federal 51/85. "O STF julgou, por unanimidade, a recepção e vigência da lei, mas a PGE entendeu ser o caso de restringir direitos, o que contraria promessa de campanha de Tarso Genro quando candidato", diz a nota oficial da Ugeirm.

Fonte: Correio do Povo ANO 116 Nº 238 - PORTO ALEGRE, QUINTA-FEIRA, 26 DE MAIO DE 2011


segunda-feira, 23 de maio de 2011

SISCON - FESSERGS » CP - 23/05/2011: Assembleia recebe pacote na quarta-feira

SISCON - FESSERGS » CP - 23/05/2011: Assembleia recebe pacote na quarta-feira

SISCON - FESSERGS » CP - 23/05/2011: Pacote Previdência

SISCON - FESSERGS » CP - 23/05/2011: Pacote Previdência

SISCON - FESSERGS » CP - 23/05/2011: Projetos do Governo - Saiba mais

SISCON - FESSERGS » CP - 23/05/2011: Projetos do Governo - Saiba mais

SISCON - FESSERGS » ZH - 23/05/2011: Coluna Rosane de Oliveira

SISCON - FESSERGS » ZH - 23/05/2011: Coluna Rosane de Oliveira

SISCON - FESSERGS » ZH - 23/05/2011: NSPEÇÃO POLÊMICA

SISCON - FESSERGS » ZH - 23/05/2011: NSPEÇÃO POLÊMICA

SISCON - FESSERGS » FESSERGS PARTICIPA DE AUDIENCIAS SOBRE PRECATÓRIOS NO INTERIOR DO ESTADO

SISCON - FESSERGS » FESSERGS PARTICIPA DE AUDIENCIAS SOBRE PRECATÓRIOS NO INTERIOR DO ESTADO

SISCON - FESSERGS » ZH - 23/05/2011: Tarso critica influência do grupo dos "altos salários"

SISCON - FESSERGS » ZH - 23/05/2011: Tarso critica influência do grupo dos "altos salários"

Ato unifica servidores contra o pacote de Tarso | ASSTBM

Ato unifica servidores contra o pacote de Tarso | ASSTBM