PREVISAO DO TEMPO

sábado, 26 de novembro de 2011

Batalhão de Choque adere à paralisação dos militares do Maranhão

Nesse momento policiais do Batalhão de Choque estão na Assembléia Legislativa.

A tropa aderiu ao movimento. Há indícios de que os Coronéis também vão aderir,

Eles estão descontentes com os pedidos de prisão que foram feitos à Auditoria Militar. Outro fator, segundo um dos 15 integrantes da tropa de choque que foi à Assembléia, é a observação de que nem os Coronéis estão sendo prestigiados nesse momento de crise.

Sargento Almeida, do Choque, ao lado do coronel Ivaldo e dois militares
Sargento Almeida foi muito cumprimentado por todos os militares
Amanhã, o restante dos componentes do Choque devem ir para o prédio da Assembléia Legislativa declarar apoio ao movimento.
O Blog tem informações de que haverá também uma reunião de oficiais para discutirem a adesão ao movimento.

Sarney Filho será o interlocutor com o Governo para resolver a crise dos militares do Maranhão


O deputado federal Sarney Filho (PV) será o interlocutor da bancada federal na negociação com o Governo do Estado sobre as reivindicações dos militares.
A afirmação foi feita a poucos instantes pelo deputado federal Weverton Rocha (PDT). Ele esteve na Assembléia Legislativa para visitar os militares e hipotecar solidariedade ao movimento.
Weverton Rocha disse que os deputados querem uma solução rápida do problema. Ele disse estar preocupado com a multa que está sendo imposta aos militares em decorrência da decisão judicial.

FONTE: http://policialbr.com/profiles/blogs/sarney-filho-sera-o-interlocutor-com-o-governo-para-resolver-a-cr?xg_source=msg_mes_network#ixzz1epxV2FB3
http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
Under Creative Commons License: Attribution

Grupamento Águia adere ao movimento dos militares

Grupamento Águia adere ao movimento dos militares

Na manhã de hoje os bombeiros do grupamento Águia deixaram o quartel e rumaram para a Assembléia Legislativa.
Os bombeiros que estavam de serviço entregaram os equipamentos, foram em casa retirar a farda e se apresentaram ao comando do movimento dos militares na Assembléia.
Os bombeiros foram recebidos com festa.

Escrito por Louremar Fernandes às 13:44

FONTE: http://policialbr.com/profiles/blogs/grupamento-aguia-adere-ao-movimento-dos-militares?xg_source=msg_mes_network#ixzz1epxCLZ2C
http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
Under Creative Commons License: Attribution

Pagamento do Estado começa dia 28/11

O pagamento do funcionalismo público estadual começa com Magistério, Servidores de Escola, Quadro Geral, Inativos Ferroviários e Feppa, na segunda-feira (28/11). Na terça-feira (29/11), será a vez de Polícia Civil, Brigada Militar (exceto delegados, capitães e oficiais), Susepe e Institutos (exceto técnicos penitenciários e peritos), Saúde/Nível Médio e cargos em comissão vinculados ao Quadro Geral. Os demais servidores do Executivo recebem no dia 30/11.

Fonte: Correio do Povo 26nov2011

Inativos devem se recadastrar

Inicia na segunda-feira o pagamento de novembro dos servidores estaduais. A Secretaria da Fazenda alerta para a necessidade de recadastramento dos servidores inativos no mês de aniversário, e também aqueles com mais de 60 dias de pendência. Na falta do cadastro, o pagamento poderá ser suspenso. Com a regularização, o processo é normalizado no próximo mês.

Fonte: Correio do Povo 26nov2011

Greve: Cpers pede audiência

O Cpers/Sindicato entregou ontem pedido de audiência com o governo do Estado para a retomada da negociação. A greve, iniciada dia 18/11, segue decretada pela entidade e com livre adesão de professores estaduais. "Nosso pedido é por uma reunião na segunda-feira à tarde. Caso não sejamos recebidos, tentaremos nova autoagenda", informou a presidente do Cpers, Rejane de Oliveira. A vigília será mantida na Praça da Matriz, em frente ao Palácio Piratini, no fim de semana.

Já a Secretaria Estadual da Educação (SEC) divulgou que a greve atingiu, na sexta-feira, 43 das 2.554 escolas estaduais. Para o secretário Jose Clovis de Azevedo, é possível que o impacto da greve não determine a necessidade de prolongar o calendário letivo para além de 23/12, data programada para o último dia de aulas neste ano no RS.

Ontem, em Porto Alegre, a paralisação era parcial em algumas escolas. No Instituto de Educação Flores da Cunha (IE), no bairro Bom Fim, 23 professores retornaram ao trabalho. A escola tem cerca de 200 educadores.

Já no interior do Estado, em Santana do Livramento, três instituições de Ensino estão com as portas fechadas. Às 14h de hoje, o Cpers deve fazer nova reunião.

Fonte: Correio do Povo 26nov2011

Receita divulga novo lote

A Receita Federal do Brasil anunciou ontem que lançará mais um lote de devolução do Imposto de Renda Pessoa Física em dezembro. O lote será multiexercício e abrangerá as declarações de 2008, 2009, 2010 e 2011. Conforme auditores informaram ontem, o lote será o maior do ano. Os nomes dos beneficiados saem dia 8 e o dinheiro dia 15.

Fonte: Correio do Povo 26nov2011

Coluna da Taline Oppitz

Reajuste

Notícia de que o governo do Estado enviou à Assembleia projeto de reajuste dos servidores da Fazenda mexeu com o restante do funcionalismo estadual. Direção da Fessergs disse considerar inexplicável a opção feita pelo governador Tarso Genro. Segundo Sérgio Arnaud, Tarso contrariou a sua manifestação e o compromisso assumido com o funcionalismo público, de priorizar com reajuste os menores salários do Estado.
 
Apartes

Segundo a Fessergs, os servidores do quadro-geral têm 11 padrões abaixo do salário mínimo regional.

Fonte: Correio do Povo 26nov2011  

Governo diz que aumento é de 6%

O secretário adjunto da Secretaria da Fazenda, André Paiva, defendeu ontem a proposta para os servidores da Pasta. "Isto faz parte de uma negociação que também foi feita por outras categorias", disse. Ele destacou que não se trata de um aumento de 45% em dois anos e sim de uma incorporação de benefícios divididos em dois momentos. "Está se fazendo uma confusão, o reajuste salarial será, em média, de 6%, que está abaixo do reajuste de outras categorias."

O quadro de servidores, ativos e inativos, da secretaria é de mais 3,7 mil pessoas. Todos terão um percentual dos vencimentos incorporados, o que gerará impacto no orçamento estadual de R$ 58 milhões em 2012, e mais R$ 29 milhões no ano de 2013.

Ontem à tarde, o secretário Odir Tonollier, ao participar do programa "Guaíba Cidades", da Rádio Guaíba, afirmou que a greve "intempestiva" do magistério não influenciará nas demandas do governo. "Nós continuaremos com nossos compromissos. Não podemos comprometer as coisas porque há uma greve de outra categoria. O trabalho da Secretaria da Fazenda está indo muito bem, cumprindo suas metas de arrecadação", afirmou. Tonollier lembrou que desde 2007 o básico da categoria não era reajustado. Também adiantou que para o Estado o pagamento do funcionalismo será normal sem a antecipação de receita, seguindo o cronograma normal de pagamentos.
Fonte: Correio do Povo 26nov2011

Oficiais de Justiça podem parar

<br /><b>Crédito: </b>  PEDRO REVILLION

Crédito: PEDRO REVILLION
Os oficiais de Justiça do Estado, após assembleia realizada ontem, na Capital, decidiram manter mobilização que poderá levar à greve geral. Os servidores estão descontentes com o encaminhamento do seu plano de carreira, pelo Tribunal de Justiça, que prevê exigência de curso superior em Direito e remuneração diferenciada. No Estado, atualmente, há 1,1 mil oficiais de Justiça ativos.

Fonte: Correio do Povo 26nov2011

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Ministério reconhece cargo de nível superior aos agentes da polícia judiciária federal


Finalmente. Foi coroado com êxito o trabalho dos sindicatos dos policiais federais dos Estados brasileiros, juntamente com a Fenapef – Federação Nacional dos Policiais Federais – o reconhecimento dos escrivães, agentes e papiloscopistas como cargos de nível superior pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão – MPOG.


Após a espera de quase 15 anos por parte dos agentes federais da PF, o Secretário de Recursos Humanos, Duvanier Paiva, bem como a Diretora de Relações do Trabalho, Marcela Tapajós, determinaram a publicação do Nível Superior na Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais do Caderno 57.

De agora em diante a página 60 do mesmo caderno que trata sobre a Carreira Policial Federal para Delegado de Polícia Federal e Perito Criminal Federal permanece inalterada no cargo de nível superior. A página 62 que trata sobre a Carreira Policial Federal para Agente de Polícia Federal, Escrivão de Polícia Federal e Papiloscopista Policial Federal foi reeditada, passando de nível médio para cargo de nível superior (Ver aqui o Caderno 57. Arquivo pdf).

Confiança no trabalho do sindicato é fundamental

Colegas policiais: só é possível desenvolver um trabalho sindical, numa determinada estratégia, quando se tem a confiança da categoria. Por esta razão que nossa assembléia geral elegeu como Prioridade UM de luta a questão do reconhecimento das atribuições de nível superior aos agentes da Polícia Civil do RS. Isso pode ser conquistado através de uma reestruturação dos cargos.

O Sinpol-RS entende que é possível essa conquista, atingir um sonho importante. A busca desta conquista está sinalizada pelo Conselho Nacional de Justiça-CNJ e pelo Conselho Nacional do Ministério Público-CNMP, que já reconhecem a complexidade das tarefas que são desenvolvidas na prática pelos agentes de polícia judiciária brasileiros.

A direção do sindicato segue a deliberação das assembléias gerais da entidade, a sua instância máxima. O sindicato somos todos nós. Esteja o colega no centro do Estado, na fronteira, no litoral, de sul a norte, de leste a oeste é preciso ter confiança no trabalho do Sinpol-RS.

Essa confiança é expressa no apoio da filiação ao sindicato. O ato de filiação é o de ser sócio do Sinpol-RS, de ser sócio de algum sonho ou desejo. O sonho da construção do fortalecimento da profissão a todos os cargos na Polícia Civil passa pelos administrativos, agentes e delegados que o Sinpol-RS representa oficialmente, conforme Registro Sindical do Ministério do Trabalho e Emprego - MTE.

É importante salientar que os sindicatos dos policiais federais, em média, possuem adesão superior a 90% (noventa por cento) de suas bases sindicais regionais filiadas à entidade. Eles estão colhendo frutos a cada ano em razão da forte filiação, forte representatividade, adquirindo força econômica e política por conseqüência, dois alicerces importantes na construção de suas conquistas. Eles confiam no sindicato. Aplaudimos o nível de consciência sindical dos colegas federais. Que nos sirva de exemplo. Precisamos de atitude!

Seja sócio! O sindicato somos todos nós. É hora da união! É hora de ser forte! Sindicalize-se. Clique aqui para se associar.

Resumo do caderno 57, a seguir:

09. POLÍCIA FEDERAL (pág. 60)
Nível Superior
Carreira Policial Federal
Cargo: Delegado de Polícia Federal
Cargo: Perito Criminal Federal
09. POLÍCIA FEDERAL (pág. 62)
Nível Superior
Carreira Policial Federal
Cargo: Agente de Polícia Federal
Cargo: Escrivão de Polícia Federal
Cargo: Papiloscopista Policial Federal


Última atualização em Sex, 25 de Novembro de 2011 18:19 

Fonte: http://www.sinpolrs.com.br