PREVISAO DO TEMPO

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Casa Civil define até terça-feira reajuste para os PMs | ASSTBM

BM quer equiparação

Oficiais pediram salários iguais aos das carreiras jurídicas<br /><b>Crédito: </b> EDUARDO SEIDL / PALÁCIO PIRATINI / CP

Oficiais pediram salários iguais aos das carreiras jurídicas
Crédito: EDUARDO SEIDL / PALÁCIO PIRATINI / CP
Representantes da Associação dos Oficiais da Brigada Militar reuniram-se ontem com o governador Tarso Genro, no Palácio Piratini, para pedir a equiparação de salários com as carreiras jurídicas do Estado. Conforme o presidente da entidade, coronel José Carlos Riccardi, um capitão tem a mesma formação que um defensor público ou um delegado de Polícia, mas recebe muito menos, em média, R$ 3,2 mil líquidos.

Para Riccardi, é necessário ampliar o quadro. Porém, defende que "não adianta termos mais mortos de fome, primeiro temos que resolver a questão salarial". Sobre a participação de oficiais nos protestos realizados pelo Estado em nome dos praças da corporação, o coronel afirmou que a entidade não patrocina tais atos. "Somos ordeiros e é assim que vamos protestar, se não tivermos a nossa reivindicação atendida", garantiu. Conforme o coronel, os oficiais deixarão de fazer o que chama de "plus" para a comunidade, como "passar o chapéu" para reparar uma viatura ou instalar uma câmera de vigilância. Tarso prometeu conversar novamente com os oficiais na próxima semana e apresentar uma proposta para a categoria.

Continuam as queimas de pneus

Mais três protestos pelo reajuste salarial aos servidores de nível médio - de soldados a tenentes - da Brigada Militar ocorreram no Estado entre o final da noite de quarta-feira e a madrugada de ontem. Em Novo Hamburgo, no km 242 da BR 116, junto a um boneco vestido com farda da corporação, faixas com os dizeres: "Mais dinheiro para consertar quartéis. Mais dinheiro para consertar viaturas e arrumar os prédios", "Sem secretário de Segurança, o Estado anda, mas sem Polícia não" e "Aumento agora ou greve já". A manifestação teve duas queimas de pneus.

Em Triunfo, no km 404 da BR 386, os bombeiros foram chamados para apagar as chamas dos pneus queimados e a manifestação deixou o trânsito em meia pista no sentido Capital-Interior.

No final da noite de quarta-feira, por volta das 23h, outro protesto com queima de pneus foi registrado na cidade de Portão, no Vale do Rio Caí. A barreira foi encontrada no km 8 da ERS 240.

Fonte: Correio do Povo de 09set2011

Receita abre consulta ao 4º lote de restituições do IR 2011

Mais de 900 mil contribuintes receberão restituições deste ano

Receita Federal libera nesta sexta-feira, a partir das 9h, a consulta ao quarto lote regular de restituições do Imposto de Renda Pessoa Física 2011. Há também lotes residuais de 2010, 2009 e 2008. O dinheiro estará disponível no próximo dia 15 no banco. A consulta deverá ser feita na página da Receita na internet ou pelo ReceitaFone (146). Excepcionalmente, sábado e domingo o serviço não estará disponível devido a uma manutenção técnica.

Do exercício de 2011, serão creditadas, no dia 15, restituições para um total de 970.008 contribuintes. Desse total, 16.496 referem-se aos contribuintes protegidos pelo Estatuto do Idoso. Do exercício de 2010, serão creditadas restituições para 24.126 contribuintes e do exercício de 2009, para um total de 7.893. Do lote de 2008, serão creditadas restituições para 3.228 contribuintes.

Estão programados mais três lotes regulares até o fim do ano (outubro, novembro e dezembro), mas o contribuinte não deve esperar até dezembro para verificar se caiu na malha fina. Para evitar pagar multas desnecessárias, recomenda-se o acesso ao Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (e-CAC), onde é possível visualizar o extrato da declaração e conhecer as formas de regularização.

Segundo a Receita Federal, a restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate no prazo, deverá requerê-lo mediante o Formulário Eletrônico - Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Declaração IRPF.

Caso o valor não seja creditado, informa ainda a Receita, o contribuinte poderá procurar qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento nos telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (deficientes auditivos), para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.
 
FONTE: Correio do povo de 09set2011

Piratini estuda equiparar vencimentos de PMs aos de inspetores da Polícia Civil | Geral

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Governo oferece reajuste de 10% aos servidores da Polícia Civil e Susepe | Geral

Reunião com o governo foi transferida para segunda-feira | ASSTBM

Oficiais da Brigada Militar aguardam até semana que vem proposta de aumento | Geral

Proposta para Polícia Civil será melhor do que a concedida ao Judiciário, diz Pestana

FONTE: Correio do Povo  08/09/2011 09:41 - Atualizado em 08/09/2011 10:32


Secretário deve negociar com representantes da categoria hoje e com cabos e soldados amanhã

Em reunião marcada para a tarde desta quinta-feira, o governo deve apresentar uma proposta de reajuste aos policiais civis superior ao aumento de 11,59% concedido ao Judiciário, ao Ministério Público e à Assembleia Legislativa, nessa terça-feira. Segundo o secretário-chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, se somar o percentual de mais de 4% que os agentes já receberam através da matriz tributária com os cerca de 7% acenados pelo Estado, os policiais civis já receberiam um benefício maior do que os outros poderes.



“Levando em consideração que os policiais receberam a conquista da aposentadoria especial, além de ampliação de 1,5 mil vagas para promoção, eles tiveram um conjunto de conquistas. A proposta, comparada a outros poderes, é melhor”, garantiu Pestana. Sobre o calendário de reajuste reivindicado pela categoria, o chefe da Casa Civil indicou que não será possível incluí-lo na negociação. “Dependemos da economia e da arrecadação do Estado. Quando se assume um calendário, se assume um compromisso. Por essa razão, temos uma dificuldade. Talvez, no início do ano que vem, teremos mais noção de como a receita vai se comportar”, justificou.

Nesta sexta-feira, o governo volta a negociar com os cabos e soldados da polícia militar. Desde o mês passado, uma série de protestos, atribuída a policiais militares, ocorre no Estado. Diversas estradas e ruas da Capital e do interior foram interrompidas com pneus queimados. A categoria rejeitou a proposta anterior apresentada pelo governo e pediu aos manifestantes que suspendam o bloqueio de rodovias. O governo chegou a afirmar que não apresentaria novo índice caso os protestos continuassem.







Embretado pela ira de brigadianos do próprio PT, Tarso recua e avisa que sexta-feira anunciará aumento salarial para a Brigada

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

O Governador Tarso Genro recuou da posição intransigente que assumiu há duas semanas e informou nesta quarta-feira que reunirá os líderes das associações nesta sexta-feira para abrir a proposta de reajuste para os brigadianos. Os praças querem imediatos 25% de aumento e cronograma curto para a implantação do piso nacional de R$ 3.200,00.

. O governo resolveu recuar depois que foram desmascarados os líderes brigadianos que há 15 dias ateiam fogo nas estradas do RS. Os nomes revelados até agora são todos ligados ao PT, o que apavorou, constrangeu e surpreendeu o Piratini, levando-o ao brete.

- O governo ficou sem saída.

FONTE: Polibio Braga

Notícias do Blog do Cabo Heronides

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

GOVERNADORA REAFIRMA COMPROMISSO COM POLICIAIS MILITARES

Como de costume, logo após o desfile a governadora Rosalba Ciarlini foi ao QCG para agradecer e elogiar os policiais que participaram da comemoração do Dia da Independência.

Ao iniciar o discurso, a governadora reafirmou o compromisso do subsídio, reforçando que reconhece e valoriza o trabalho dos policiais e que vai cumprir com as promessas feitas com a categoria policial e bombeiro militar.

Leiam as palavras da governadora:
"Não coloquei minha palavra para ser um risco na água. Ela será cumprida, mas vou precisar de cada um dos cidadãos para manter a ordem. Fazemos uma gestão pública que não abre mão dos princípios de honestidade, por isso vamos cumprir o combinado”.  
“Irá ser elaborado um cronograma sério para ser cumprido dentro das possibilidades do Governo, assumindo os compromissos firmados para que cada um possa se sentir mais valorizado e estimulado a desenvolver o seu trabalho". 
"Juntos vamos poder fazer muito mais. O governo não se resume ao primeiro mês ou ano, será concluído em 2014, e espero voltar aqui para ouvir os PMs dizerem que nossa gestão valeu a pena”.
Veja o que foi declarado através do twitter:

BM

O governador Tarso Genro reúne hoje a cúpula da Brigada Militar e o alto escalão da Secretaria da Fazenda do Estado para fechar o índice que será apresentado aos policiais militares nesta sexta-feira. Reajuste, a exemplo do oferecido a outras categorias, será parcelado.

FONTE:

Coluna da Taline Opptiz
Correio do Povo de 08set2011

Mais três protestos de PMs são registrados no Rio Grande do Sul

Em Novo Hamburgo, boneco de farda foi colocado às margens da BR 116

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou, nesta quinta-feira, mais três protestos pelo reajuste salarial aos policiais militares no Estado. O último ocorreu no 242 da BR 116 em Novo Hamburgo. Um boneco da estava vestido de policial militar e foi posicionado em uma das faixas laterais da rodovia.

Essa manifestação foi antecedida por duas queimas de pneus. A última foi registrada no km 404 da BR 386, em Triunfo, na Região Carbonífera. O trânsito ficou em meia pista no sentido Capital-Interior e os bombeiros foram chamados para apagar as chamas.

No final da noite dessa quarta-feira, por volta das 23h, outro protesto com queima de pneus foi registrado na cidade de Portão, no Vale do Rio Caí. A barreira foi encontrada pelos policiais rodoviários no km 8 da ERS 240.

Nessa quarta, após a cerimônia do desfile cívico de 7 de setembro, em Porto Alegre, o governador do Estado, Tarso Genro, confirmou que, na próxima sexta-feira, apresentará uma proposta formal e concreta para reajustar os salários dos cabos e soldados da Brigada Militar (BM). Tarso disse que ficou satisfeito com uma nota publicada nessa terça-feira pela Associação Beneficente Antônio Mendes Filho (Abamf) – representante dos servidores de nível médio da BM –, que negou participação nos protestos em rodovias com a queima de pneus. Na sexta-feira, o governo gaúcho se reunirá com os policiais militares que reivindicam 25% nos salários.

FONTE: Jornal Correio do Povo de 08set2011 

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Dia da Independência é marcado por novos protestos de policiais militares







Cerca de 10 policiais militares, acompanhados das famílias, protestaram contra os baixos salários durante o desfile militar da Independência nesta quarta-feira, em Rio Grande, no sul do Estado.
Com faixas, os policiais promoveram uma manifestação silenciosa e pacífica. Entre outras reivindicações, os PMs exigem uma reposição salarial de 25%.

— A nossa manifestação é pacífica em Rio Grande. Essa questão de queima de pneus não passa pela nossa cabeça. Futuramente, não sei, porque a tropa está muito revoltada com o governo — afirmou o militar Miguel Janes.

Em Lajeado, no Vale do Taquari, uma faixa foi colocada durante a madrugada na passarela sobre a BR-386. Por ordem do Comando Regional da Brigada Militar, ela foi retirada ainda pela manhã.

Ainda nesta quarta-feira, um boneco fardado foi deixado sobre um banco no Largo Doutor Pio. Ao lado do objeto, uma faixa com a seguinte mensagem: “Cidadão rio-grandino: sua segurança é feita por policiais militares com o pior salário do Brasil. Agora basta. Isso é uma vergonha. Promessa é dívida. Pela valorização do policial militar. Reajuste Salarial já! Pec 300″.



ZERO HORA E RBSTV











 

Brigadianos fizeram manifestação silenciosa em Rio Grande e fixaram faixa em Lajeado

Roberto Witter e Cícero Copello | roberto.witter@gruporbs.com.br | cicero.copello@rbstv.com.br


SISCON - FESSERGS » FESSERGS busca apoio de vice-governador para reivindicações do funcionalismo

SISCON - FESSERGS » ZH - 06/09/2011: Quadro Geral

SISCON - FESSERGS » CP - 06/09/2011: Quadro Geral

SISCON - FESSERGS » Fessergs e Sindigeral entram na justiça por reajuste para Quadro Geral

SISCON - FESSERGS » CP - 02/09/2011: Quadro Geral

Jornalista Polibio Braga: Saiba como o governo Tarso joga na divisão dos brigadianos

Comandante da BM tenta negociar reajuste para pôr fim a protestos com queimas de pneus | Polícia

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Vice-presidente, Olivo Moura em entrevista na Band falando sobre os protestos com queima de pneus | ASSTBM

Viatura da Brigada Militar capota na BR-386 em Nova Santa Rita | Trânsito

Viatura da Brigada Militar capota na BR-386 em Nova Santa Rita | Trânsito

Receita deve liberar na sexta-feira consulta ao quarto lote de restituições do IRPF 2011 | Tributos

Jornalista Polibio Braga: Opinião do leitor - Os brigadianos fazem de conta que aprendem pela internet e o governo paga porque faz de conta que aprovou todo mundo

Correio do Povo | Notícias | Governo não vai reprimir protestos de PMs no Estado

Brigada Militar terá de encontrar solução para protestos de policiais por melhores salários | Polícia

Enquanto protestos continuam, presidente da AsOfBM nega legitimidade em queima de pneus | Geral

Enquanto protestos continuam, presidente da AsOfBM nega legitimidade em queima de pneus | Geral

Porto Alegre tem segundo registro de protesto de PMs com queima de pneus | Geral

domingo, 4 de setembro de 2011

Jornalista Polibio Braga: Desmascarado, o governo não tem mais argumentos para se negar a sentar na mesa com os brigadianos

.: E se a polícia dormir?

Igreja Católica encaminha beatificação de soldado da PM - POLICIAIS E BOMBEIROS DO BRASIL - A MAIOR COMUNIDADE DO GENERO

ACM Neto garante: DEM não votará nenhum projeto antes da PEC 300 - POLICIAIS E BOMBEIROS DO BRASIL - A MAIOR COMUNIDADE DO GENERO

A REVOLTA DOS PMS

 Sob o título A REVOLTA DOS PMS, e subtítulo Fogo amigo contra o Ggoverno o Jornal Zero Hora do dia 04 de setembro (domingo) publica matéria onde um Policial Militar da Reserva assume parte das ações de queima de pneus em protesto por melhoria nos salários da Brigada Militar.

A coragem do servidor em assumir a responsabilidade por tais atos acaba inocentando a ABAMF, ASSTBM, demais associações inclusive independentes e outras lideranças.

Ao que parece essa reportagem acaba de jogar um balde de água fria os representantes de governo que participam de negociações salariais com ABAMF e ASSTBM, se a desculpa utilizada por eles para prorrogarem prazos e protelar negociações e apresentar propostas era o pensamento ou convicção que as associações não cumpriram o acordo, o álibi acaba de cair por terra.  

Parece, segundo a publicação, que havia a participação de Policiais Militares filiados ao PT e em Partidos que participam da atual gestão.

 Publicada também no mesmo exemplar jornalístico a matéria "A impunidade favorece a indisciplina" onde o entrevistado é o consultor de segurança e coronel da reserva da PM de São Paulo José Vicente da Silva Filho, onde ele fala que nas quebras de hierarquia são verificadas falhas na "liderança natural" dos oficiais. E que também existe em todo o país um distanciamento gravíssimo dos oficiais em relação à tropa.

Liderança natural dos oficiais? Discordo, oficial dificilmente é líder, ele é comndante, chefe ou qualquer outro adjetivo, menos líder natural.

Fala que em São Paulo não se imagina um protesto igual ao do Rio Grande do Sul e que a PM de lá jamais aceitou aumento diferenciado para oficiais e praças.

Aqui tem uma pequena diferença, existem duas Brigadas, a Brigada de Nível Superior formada pelos oficiais superiores e a Brigada de Nível Médio, formada pelos tenentes e demais praças  

Acredito que uma das soluções seria a implantação de "Carreira Única", o que ao meu ver talvez não seja bom para os oficiais que tentam conseguir benesses como a equiparação com carreiras jurídicas.

Ter a exigência de bacharelado para prestar concurso para oficial superior não quer dizer que seja carreira jurídica, pois não faz uso do curso, diferentemente dos delegados de Polícia que assinam flagrantes.

Por favor, aceito críticas.

As matérias digitalizadas são da seguinte fonte:

Jornal ZH dominical de 04/09/2011


 O texto é de autoria de:

Dagoberto Valteman -2º Sgt RR BM
Jornalista - Registro MTE 15265
Email: valteman@ibest.com.br