PREVISAO DO TEMPO

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Agentes da PC não aceitam proposta do Piratini

Presidente do sindicato de escrivães, inspetores e investigadores classificou a proposta de “terrível”

Terminou sem acordo a reunião entre agentes da Polícia Civil e o governo do Estado, nesta tarde. Para o presidente do Sindicato de Escrivães, Inspetores e Investigadores, a proposta é tão baixa que não tem condições de ser analisada. Isaac Ortiz classificou a proposição como terrível. De acordo com o sindicato, o governo está propondo que o inspetor de primeira classe receba um salário inicial de R$ 3.600 em 2018, enquanto que para o delegado em início de carreira o vencimento ficará em quase R$ 18.000 daqui há seis anos. Uma nova reunião será realizada no retorno das férias do secretário da Casa Civil, no final de fevereiro.

O secretário Carlos Pestana acredita que a proposta faz parte do critério de verticalidade. O Chefe da Casa Civil reconheceu que a proposta não agradou aos servidores. Pestana disse que o objetivo é chegar à verticalidade salarial com base nos vencimentos dos delegados de polícia até 2018. Agentes e Comissários de Polícia deixaram, há pouco, a Praça da Matriz e foram para o Palácio da Polícia, na Avenida Ipiranga. Os servidores ameaçam entrar em greve no mês de março.


Fonte: Jimmy Azevedo / Rádio Guaíba



Nenhum comentário:

Postar um comentário