PREVISAO DO TEMPO

domingo, 29 de janeiro de 2012

Planejamento nega meta de 50%

O Ministério do Planejamento contesta que a meta de redução de despesas com diárias e passagens fosse de 50% para todos os servidores e afirma que a economia com viagens em 2011 foi de cerca de R$ 1 bilhão. "Não havia determinação de 50% de corte. O percentual se referia apenas a um dos anexos de limite com diárias e passagens. A redução esperada com o outro anexo era de 25%. Em média, esperava-se uma redução de 37,5%", informa o ministério. O governo adotou o valor empenhado e não o efetivamente pago, por exemplo. No geral, o governo informou que o empenho total de 2011 com diárias e passagens de civis e militares fechou em R$ 1,29 bilhão, contra R$ 2,3 bilhões de 2010.

Fonte: Correio do Povo 29jan2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário