PREVISAO DO TEMPO

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

''Negociações serão feitas com cautela''

A série de reivindicações de entidades ligadas à segurança pública não impressionou o chefe da Casa Civil, Carlos Pestana. Ele declarou ontem que o governo manterá a tranquilidade para negociar com as categorias. "Já conversamos com quase todas as entidades e estamos encarando com naturalidade as reivindicações."

Pestana informou que o governo trata as questões da segurança como prioridade. "Este é um governo que tem um compromisso muito forte com os servidores da segurança. Estão entre as nossas prioridades a saúde e a segurança", afirmou. O chefe da Casa Civil confirmou que há perspectivas de apresentação de um calendário para as categorias, mas destacou que as negociações serão feitas com cautela. "São negociações complexas e delicadas. Com os delegados, por exemplo, duraram três meses", disse.

Os pedidos de reajustes por servidores da área da segurança pública repercutiram na oposição. O deputado Giovani Feltes (PMDB) declarou ontem que lhe causou estranheza a postura do Piratini. Segundo ele, o fato de fechar acordo primeiro com os delegados, que detêm os vencimentos mais altos, vai contra o discurso feito quando o PT não estava no poder. "O governo Tarso está sendo incoerente e está fazendo diferente do tempo que era oposição." Feltes defendeu que todas categorias tenham reajustes. "Sou favorável a que todos servidores ganhem mais, mas o que o governo está criando é uma enorme expectativa nas categorias e não sei se isso (aumentos) vai se materializar", disse.

Fonte: Correio do Povo 06jan2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário