PREVISAO DO TEMPO

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Coluna da Taline Opptiz

Nervos à flor da pele

Com uma lista de planos prioritários à gestão para serem tocados neste ano, primeiro em que será executado orçamento elaborado pelo PT, o Piratini terá de lidar não apenas com polêmicas que acompanham tradicionalmente temas como pedágios e reajustes a categorias do funcionalismo. Estará em campo também a tensão que se impõe desde o início do ano em que ocorrem disputas eleitorais e que acaba contaminando relações e decisões. Como resultado, integrantes da base aliada ficam ainda mais suscetíveis a pressões de setores e de categorias e a desentendimentos e divergências com colegas de partido e parceiros da base. Nos bastidores, parlamentares já citam situações em que disputas municipais, já no fim de 2011, tiveram reflexo direto em movimentos políticos (questionáveis) no Legislativo.

Ânimos temporariamente contidos

A promessa de reuniões na próxima semana acalmou - pouco e por ora - setores da segurança que reivindicam mesmo reajuste dos delegados. A situação, porém, não ficará sob controle por muito tempo nem se estende a categorias como técnicos-científicos e Cpers, que preparam fortes campanhas contra o governo.
 
Servidores ameaçam deputados

Alguns servidores da Assembleia, atingidos com a redução nos salários gerada por decisão da Mesa Diretora, que atendeu a apontamento do TCE e sustou o pagamento de abonos, prometem, após o recesso, uma espécie de rebelião. O alvo seriam deputados que supostamente estariam cometendo irregularidades, como o pagamento de funcionários que não comparecem ao trabalho.

Fonte: Correio do Povo 06jan2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário