PREVISAO DO TEMPO

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Secretário de Justiça e Valdeci Oliveira dizem que governo não vai permitir abismo salarial




O secretário de Justiça e dos Direitos Humanos, Fabiano Pereira, e o deputado estadual Valdeci Oliveira (PT) dizem que o governo não vai permitir abismo salarial. A audiência conjunta foi articulada pelos agentes policiais de Santa Maria, que se deslocaram em caravana até Porto Alegre hoje, dia 20. A Ugeirm e a Associação dos Comissários de Polícia estavam presentes.

O presidente do sindicato, Isaac Ortiz, manifestou-se para explicar a razão da luta pela verticalidade, relembrando o ocorrido há 20 anos e do rechaço da categoria ante a possibilidade de reeditar a injustiça salarial. Em nome dos policiais de Santa Maria, o inspetor Marco Antônio Pinheiro Burlamaqui entregou aos interlocutores do governo documento elaborado e firmado pelos colegas da 3ª Região.

"De início, cabe informar que somos todos favoráveis ao pleito dos delegados de polícia, que realmente são merecedores de uma remuneração melhor, porém não aceitaremos a criação de um novo abismo salarial entre delegados e agentes, como infelizmente está sendo desenhado. O abismo salarial acarretará danos jamais presenciados na segurança pública do Estado, criando duas Polícias: uma "rica" e outra "pobre"", diz trecho do documento.

O deputado Valdeci Oliveira disse que "não existe nenhum acerto" firmado entre o governo e os delegados e salientou haver compromisso em não privilegiar os maiores salários. Ele defendeu, ainda, a construção de uma política salarial conjunta para todos os cargos e classes.

O secretário Fabiano Pereira frisou que o governo não vai permitir abismo salarial. Tal como se manifestou o parlamentar Valdeci Oliveira, defendeu ainda a equiparação entre comissários de polícia e capitães da Brigada Militar. Ambos os interlocutores afirmaram que irão intermediar reunião da categoria com a Casa Civil para breve.

Exemplo

A Ugeirm sublinha que a articulação feita pelos policiais de Santa Maria deve inspirar colegas de outras regiões. "Tanto o secretário Fabiano Pereira como o deputado Valdeci Oliveira são da região deles. Foram eles que correram atrás, agendaram a audiência, que é um modo de mostrar como pensam as bases desses políticos. O sindicato acompanhou a audiência com satisfação, porque ela demonstrou que, de fato, não estamos sozinhos nessa luta", disse Ortiz.

Com o início do recesso parlamentar, os deputados estaduais podem ser contatados, inclusive, em suas próprias bases eleitorais. A Ugeirm também incentiva a aprovação de moções de apoio através das diversas Câmaras de Vereadores, tal como já fizeram em Santa Maria, Santo Ângelo, Passo Fundo, Agudo, São Valério do Sul, Santo Augusto, Bagé, Capão do Leão, Palmeira das Missões, cidades da região carbonífera (São Jerônimo), dentre outras.

O presidente do sindicato frisou ainda que, para chegar a Porto Alegre hoje por volta de 10 horas da manhã de hoje - a audiência estava marcada para 11 horas - os policiais saíram de Santa Maria às 5 horas da madrugada. "Tem esforço, tem sacrifício, é difícil e cansativo, a gente sabe. Veio uma caravana de policiais, eles lotaram uma van e tinha lista de espera de policiais interessados em participar da audiência na capital", finaliza Ortiz. 

Fotos: Sarah Souza, assessoria do deputado Valdeci Oliveira

Mais Imagens:
Audiência: Ortiz defende verticalidade de vencimentos
Luiz Cézar Mello, representante da ACP, presente à audiência

Nenhum comentário:

Postar um comentário