PREVISAO DO TEMPO

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Cpers reforça críticas ao governador

Para reforçar sua argumentação de que o governo do Estado não pretendia mesmo pagar o piso nacional do magistério até 2014, a presidente do Cpers, Rejane de Oliveira, utilizou-se ontem do calendário e de ações recentes do Piratini. Rejane afirmou estranhar as declarações do chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, de que o governo apresentará proposta de reajuste antes do início do ano letivo, lembrando que, conforme divulgado na imprensa, ele estará de férias do início de fevereiro até após o Carnaval.

"É importante resgatarmos que já havíamos alertado que o governo não tinha a intenção de pagar o piso nacional. Agora está provado que não quer pagar. Para o piso não tem dinheiro. Mas para aumentar em 120% os cargos em comissão, para dar aumento de salário para os delegados e para a Fazenda tem", assinalou Rejane de Oliveira.

Fonte: Correio do Povo 12jan2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário