PREVISAO DO TEMPO

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

TCE do RS manda projeto para elevar salários e dar mais pessoal ao MPC

O Pleno do Tribunal de Contas do Estado enviou nesta quinta-feira para a  Assembleia Legislativa o projeto de lei complementar que reestrutura e fortalece funcionalmente o Ministério Público de Contas (MPC). O projeto de Lei Orgânica prevê, entre outras alterações, a criação de corregedoria e mandato de dois anos, permitida uma recondução, para o procurador-geral, sendo este nomeado pelo Governador do Estado, a partir de lista tríplice escolhida pelos membros.

. A proposta também estabelece que os procuradores adjuntos sejam elevados a procuradores, além da criação de mais uma vaga para o cargo. O projeto de lei foi proposto pelo Ministério Público de Contas.

- De acordo com este projeto, finalmente o procurador do Ministério Público junto ao Tribunal de Contas (este é o termo legal) terá seu mandato limitado no tempo, porque atualmente ele é eterno, o que é um absurdo jurídico e não é admitido nos Ministérios Públicos Federal e Estadual. É claro que o projeto cria também diversos novos cargos e funções, o que significará mais sangria de dinheiro público. O editor considera que o dr. Da Camino está na iminência de conseguir a criação de um novo Ministério Público no RS, só para si, o Ministério Público de Contas, autônomo em relação ao  Tribunal de Contas do Estado, a cujo organograma e subordinação encontra-se atualmente. Se a moda pegar, Ministérios Públicos serão criados em todas as repartições estaduais. Os deputados terão a oportunidade de manter o status atual do Ministério Público junto ao Tribunal de Contas do Estado, regrando sua atuação mais claramente (o projeto nem toca no assunto) e enxugando sua equipe.

Fonte: Jornalista Políbio Braga
Contato: 
polibio.braga@uol.com.br 
Comercialização:
polibio.braga@uol.com.br

Facebook: http://www.facebook.com/polibiobraga
Twitter: http://twitter.com/polibiobraga

Nenhum comentário:

Postar um comentário