PREVISAO DO TEMPO

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Receita abrirá consulta a lote recorde de restituição do IR

Secretária-adjunta da Receita Federal do Brasil, Zayda Bastos Manatta, anunciou volume recorde no 1º lote de restituição do IR<br /><b>Crédito: </b> Valter Campanato / ABr / CP

Volume será de R$ 2,5 bilhões, informou a secretária-adjunta do órgão

Secretária-adjunta da Receita Federal do Brasil, Zayda Bastos Manatta, anunciou volume recorde no 1º lote de restituição do IR
Crédito: Valter Campanato / ABr / CP
A secretária-adjunta da Receita Federal do Brasil, Zayda Bastos Manatta, anunciou nesta quarta-feira que o volume de recursos do primeiro lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física 2012, exercício 2011, será de R$ 2,5 bilhões. A quantia é recorde.

Até então, o maior montante havia sido de R$ 2,44 bilhões, do quinto lote do ano passado, em outubro.O valor de R$ 2,5 bilhões é multiexercício. Ou seja, leva em conta R$ 2,40 bilhões do lote 2012 e mais R$ 98,8 milhões dos lotes residuais de 2008 a 2011.

Ao todo, foram contemplados 1.885.624 contribuintes – 1.844.621 que declararam o Imposto de Renda em 2012, além de 40.643 que declararam de 2008 a 2011 e haviam caído na malha fina.

Para o exercício de 2012, as restituições terão correção de 1,74%, referente à variação da taxa Selic (juros básicos da economia) de maio a junho do ano passado. Para os lotes residuais, a correção corresponderá a 12,49% (2011), 22,64% (2010), 31,10% (2009) e 43,17% (2008), também equivalentes à variação acumulada dos juros básicos calculados de maio de cada respectivo exercício até junho de 2012.

Por causa do Estatuto do Idoso, os contribuintes idosos terão prioridade no recebimento das restituições e foram incluídos no primeiro lote de 2012. Do total de beneficiados, 1.467.209 contribuintes têm mais de 60 anos e receberão R$ 1,828 bilhão. Se for levado em conta apenas a restituição do ano corrente, esse é o segundo maior lote da história, perdendo somente para outubro do ano passado, quando a Receita liberou R$ 2,44 bilhões para contribuintes que haviam declarado em 2011.

A secretária adjunta da Receita Federal, Zayda Manatta, negou que o órgão tenha recebido orientação para antecipar as restituições em um momento de desaquecimento da economia. “A Receita havia processado essas declarações e havia disponibilidade de recursos para liberar as restituições”, justificou.

A consulta ao lote poderá ser feita na sexta-feira, a partir das 9h, no site da Receita Federal. O contribuinte também poderá utilizar o Receitafone, no número 146. Caso o valor não seja creditado, o contribuinte deverá ir a qualquer agência do Banco do Brasil ou poderá ainda ligar para os telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (deficientes auditivos). Nesse caso, será possível agendar o crédito em qualquer banco, desde que a conta-corrente ou poupança esteja no nome do contribuinte.

IR no smartphone e no tablet

A partir de agora, o contribuinte poderá acessar informações sobre liberação das restituições das declarações do Imposto de Renda Pessoa Física e verificar a situação cadastral de uma inscrição no CPF usando smartphones e tablets. A Receita Federal lançou nesta quarta-feira um aplicativo destinado a esses aparelhos que têm sistema operacional Android e iOS (Apple iPhone). O aplicativo atenderá apenas a pessoas físicas.

O nome do aplicativo é "Pessoa Física". Nessa versão foram disponibilizados quatro serviços. Um deles é o "Restituição IRPF", que libera a consulta do resultado da restituição das declarações desde 1999. A partir da próxima sexta-feira, o contribuinte poderá verificar informações sobre o primeiro lote do IRPF 2012. O outro é "Consulta CPF", que permite visualizar a situação cadastral na base de dados do Fisco, um dos serviços mais solicitados na página da Receita, segundo o órgão.

O terceiro é o "Orientações sobre Restituição", que responde às principais perguntas sobre restituição do IRPF. Há ainda o "Avaliação", que permite que o usuário colabore com a melhora do aplicativo. O aplicativo é gratuito e o download pode ser feito no Android market (Google Play) ou na Apple Store.


Fonte: AE e Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário