PREVISAO DO TEMPO

sexta-feira, 8 de junho de 2012

ENTIDADES UNIDAS NA LUTA PELA VERTICALIDADE.


A ABERGS, a ABAMF, a ASSTBM e a Federação das Entidades Independentes da BM, reuniram-se na tarde do dia 04 de junho de 2012, para selarem a união de suas forças pela luta da verticalidade salarial, visando melhorar os índices apresentados pelo governo. 
A reunião ocorrida na sede da ABAMF fora provocada pelo clamor da classe brigadiana em unir forças de todas as associações representativas, como forma de fortalecer o diálogo junto ao governo, e assim conquistarmos a tão sonhada verticalidade.
Esta união demonstra fundamentalmente que este grupo de entidades é constituído das legítimas representantes dos integrantes da BM de todo o Estado, em que a ABAMF e a ASSTBM são reconhecidamente as principais e tradicionais entidades, a FEDERAÇÃO representa as entidades independentes pelos municípios e a ABERGS representa os Bombeiros de todos os níveis pelo RS.
Fora acertado que a ABAMF e a ASSTBM seriam os porta-vozes do grupo, sendo que durante as negociações com o governo e com a Assembleia Legislativa estariam presentes todas as entidades representativas.
O grupo decidiu que defenderá a contraproposta apresentada pela ABAMF ao governo e que aguardará uma nova proposta, a fim de que possam juntos discutir os índices da verticalidade.
A ABERGS como entidade representativa dos Bombeiros, nunca esquecerá sua verdadeira luta, que é a busca pela Desvinculação do Corpo de Bombeiros da Brigada Militar. Esta independência é comprovada por especialistas e pelos 23 Estados Brasileiros e demais bombeiros do mundo, que bombeiro não é polícia. Também, informamos que as tratativas a respeito deste assunto junto ao governo, continuam fortes e que o governo está no momento estudando de que forma solucionará a problemática situação dos bombeiros do RS. Entretanto, como entidade responsável, a ABERGS não poderia deixar de lado as questões atuais que envolvem melhorias para os seus servidores.



COMENTÁRIO DO BLOG ASSUNTOS DIVERSOS:

Não querendo ser pessimista, mas realista. O Chefe da Casa Civil em entrevista ao jornal Zero Hora do dia 07junho2012, coluna da Rosane de Oliveira para ser mais exato deixou bem claro que "Até ontem, apenas os praças não haviam formalizado a concordância com a proposta, mas Pestana diz ter recebido sinalizações de que as assembleias regionais concordaram com a oferta do governo" Acontece que a ASSTBM com suas regionais e mais 12 Associações Independentes não compactuaram com a oferta do governo. Então, assim sendo não consigo entender a lógica de que 24 tem menor poder de decisão que 12.  No áudio cujos links estão abaixo (Coloquei 3, um deles dará certo em seu browser) o Presidente da ABAMF fala que em 92 o soldado recebia 20% do básico de um coronel, em 1992 os índices percentuais do básico do soldado em relação ao básico de coronel eram os seguintes: Soldado de 1ª Classe 48,1% e o soldado de 2ª classe 47,2%, hoje o básico do soldado equivale a 20,26% do básico do coronel e o governo quer que seja 23%

http://mediacenter.clicrbs.com.br/radio-gaucha-player/232/player/246995/governo-retoma-negociacao-salarial-com-brigada-militar-10-04-2012-16h27/1/index.htm



http://mediacenter.clicrbs.com.br/templates/player.aspx?uf=1&contentID=246995&channel=232



Abaixo os links onde o comentário é que a nova proposta superou as expectativas, acho que baseado nisso o Secretário Pestana deu por encerradas as negociações. (1 dos 3 dará certo em seu browser)

http://mediacenter.clicrbs.com.br/radio-gaucha-player/232/player/247034/associacao-de-cabos-e-soldados-considera-que-nova-proposta-salarial-do-piratini-esta-acima-da-expectativa-10-04-2012-18h50/1/index.htm



http://mediacenter.clicrbs.com.br/radio-gaucha-player/232/player/247034/associacao-de-cabos-e-soldados-considera-que-nova-proposta-salarial-do-piratini-esta-acima-da-expectativa-10-04-2012-18h50/1/index.htm

Então para ser sincero, tomara que eu esteja errado; "A negociação pode ter acabado".

Nenhum comentário:

Postar um comentário