PREVISAO DO TEMPO

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Eleições

Estamos no período eleitoral, época em que diversas pessoas batem à porta de nossas casas se dizendo candidatos aos cargos de vereador ou prefeito. Alguns deles nunca vi e nem sei nada sobre a sua vida pregressa, outros conheço, e alguns posso até dizer que são meus amigos. Certo é que necessitamos representantes de categorias do funcionalismo nas esferas Federal, Estadual e Municipal para termos alguém que defenda nossos projetos, sejam eles de manutenção de direitos adquiridos, melhorias salariais e de condições de trabalho ou habitacionais. Falando em eleições, recebi um e-mail cujo teor inicial e o parágrafo que considerei mais importante transcrevo abaixo;

Caros irmãos e irmãs de farda........

E você que não vota na cidade de São Paulo pedimos que vote nos Policiais e Bombeiros do Brasil, lembre-se “Policial e Bombeiro vota em Policial e Bombeiro” só assim seremos respeitados.

Não vamos repetir o que ocorreu em 2010, ou seja, NÃO ELEGEMOS NINGUÉM...!


Na situação acima era um voto direcionado, indicava um Policial Militar que talvez seja o único candidato representante da categoria. Lendo a mensagem fiquei pensando preocupadamente na nossa falta de conscientização e articulação política e no velho artifício usado pelos raposas já tarimbados em eleição; Dagoberto tu tem potencial, te candidata; mais adiante falam o mesmo para outro de maneira que surgem diversos candidatos da mesma categoria do funcionalismo no mesmo município. Isso acaba provocando uma dispersão de votos e não elegendo nenhum representante classista e eu pergunto: tenho vários amigos brigadianos candidatos, não posso repartir meu voto entre eles e não posso captar votos para um sem magoar o outro, o que fazer? Para que um representante classista seja eleito a receita é simples, ser um candidato de consenso na categoria e os preteridos abrirem mão de vaidades pessoais e auxiliarem na captação de votos para o escolhido. Devemos pensar em captar o auxílio das nossas associações e começar imediatamente o preparo dos possíveis candidatos para as eleições de 2014, para que eles passem pelo crivo da categoria e conscientizar os colegas para a concentração de votos nos escolhidos. Assim eu também não teria dúvida na hora de votar ou captar votos.

Por Dagoberto Valteman
2º Sgt RR BM

Nenhum comentário:

Postar um comentário