PREVISAO DO TEMPO

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

O justificável e o incompreensível

Em meio à polêmica gerada pela Adin que questiona no STF o custo-aluno Fundeb como indexador de reajuste do piso do magistério, o governador Tarso Genro coordenou reunião do Conselhão sobre educação. Tarso não escapou de cobranças de conselheiros que criticaram a postura do Executivo. O governador aproveitou para argumentar que nenhum governo conseguirá pagar o piso caso o custo-aluno Fundeb seja mantido e reconheceu o desgaste atrelado à iniciativa. "Sei que causou desgaste ao governador, mas assumimos uma responsabilidade de Estado. A sociedade irá entender." É justificável a preocupação do Piratini, já que o percentual do custo-aluno Fundeb fica bem acima da reposição da inflação, representando ganho real, com impacto de milhões nos cofres públicos. O incompreensível é que o então presidente Lula, mesmo tendo sido alertado pela equipe econômica do Planalto, tenha optado em 2008 por sancionar o piso mantendo o indexador. A sugestão a Lula foi dada por líderes, entre eles, Tarso, que comandava o Ministério da Justiça, com o argumento de que a mudança poderia ser feita depois, por meio de projeto - que tramita até hoje - no Congresso.

Fonte: Correio do Povo 13set2012
Coluna da Taline Oppitz
taline@correiodopovo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário