PREVISAO DO TEMPO

sábado, 8 de setembro de 2012

BM agiliza contratações

Mudança em processo administrativo acelera ingresso de mais de 2 mil servidores
Processos de admissão foram acompanhados pelo governador<br /><b>Crédito: </b> arthur pulls

Processos de admissão foram acompanhados pelo governador
Crédito: arthur pulls

Para acelerar o ingresso de novos servidores, a Brigada Militar montou um sistema que reduz o processo administrativo de quatro meses para três dias. Assim, foi possível viabilizar a entrada de mais de 2 mil novos servidores, que na próxima semana vão começar o treinamento. Ao todo, são 1.411 policiais e 611 bombeiros. Eles foram aprovados no concurso realizado no ano passado. Além disso, mais 571 foram chamados para ingressar nos quadros da Brigada, conforme anunciou o governador Tarso Genro.

Ele esteve no ginásio da Brigada Militar, na avenida Aparício Borges, no Partenon, em Porto Alegre, quinta-feira. Ao acompanhar os processos de admissão, o governador falou que parecia uma linha de montagem. "É uma demonstração clara que o serviço pode ser mais eficiente e rápido", afirmou Tarso.

Em cada etapa ocorria um procedimento diferenciado, como a entrega da documentação, o preenchimento do cadastro no sistema e a conferência das informações. Os concursados já saíam do local com seus dados computados no sistema da Secretaria Estadual de Administração e Recursos Humanos. Os agentes já serão incluídos na folha de pagamento deste mês.

Os exames de saúde haviam sido feitos anteriormente. Também participaram do mutirão moradores do Interior, que, em vez de terem que se deslocar várias vezes para a Capital, dentro do processo de ingresso, passaram três dias fazendo o procedimento. O ingresso começou na terça-feira e terminou na quinta-feira.

A secretária estadual de Administração, Stela Farias, comemorou o resultado do processo de ingresso. Segundo ela, ainda há uma barreira a ser superada que é a demora para a realização da perícia médica, mas existe análise de uma metodologia que acelere esse processo.

Segundo o comandante-geral da brigada Militar, coronel Sérgio Roberto Abreu, a maior vitória é que os profissionais em breve estarão em condições para trabalhar nas ruas. A previsão é de que, em abril de 2013, o grupo já esteja apto a realizar policiamento e demais funções do cargo.

O serviço também foi acompanhado pelo secretário estadual de Educação, José Clóvis de Azevedo. Isso porque até o final do ano serão nomeados os 5,7 mil candidatos aprovados no concurso do magistério. "A ideia é tentar adotar a mesma sistemática e conseguir ampliar o número de servidores que serão chamados, agilizando todo o processo", explicou. Pelo modelo vigente seria possível chamar apenas cem nomeados de cada vez. Azevedo destacou que com a nova metodologia o número de beneficiados pode chegar a mil.


Fonte: Correio do Povo 08set2012



Nenhum comentário:

Postar um comentário