PREVISAO DO TEMPO

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Insegurança pública no RS: Somos todos filhos de Damasceno


O release (notícia redigida pelo interessado) a seguir, dá conta da irritada decisão do chefe do Estado Maior do Comando do Policiamento Metropolitano, que tem sede em Canoas, ao ir atrás do assaltante do filho e recuperar o que ele tinha roubado instantes antes. Foi o pai, mas também foi o profissional da segurança publica, tanto que a notícia saiu pelos canais do governo estadual.

. Na época da ditadura militar, ainda na fase romântica inicial, o filho do general Taurino Rezende, Recife, chefe da Comissão Geral de Investigações, foi preso - e o pai mandou soltar. No dia seguinte, os muros de Recife amanheceram pichados com esta frase: "Somos todos filhos de Taurino".

. No caso do tenente coronel Florivaldo Damasceno, valeria a pena que nossos grafiteiros ocupassem os muros da cidade para repetir o que ocorreu em Recife, postando a seguinte consigna:

- Somos todos filhos de Damasceno.

. Afinal de contas, como filhos do governo estadual, ninguém nos liberta das prisões a que fomos confinados pelos bandidos que dominaram as ruas de Porto Alegre.

. Leia a nota desta quinta-feira, emitida pela Brigada:

Comando de Policiamento Metropolitano - CPM
Assessoria de Comunicação Social
Canoas, RS, 27/09/2012.

O Chefe do Estado Maior do CPM Tenente Coronel da BM Florivaldo Pereira Damasceno pegou a arma, entrou no carro e começou a busca ao assaltante que minutos antes havia assaltado o seu filho que voltava da universidade. Uma hora e meia depois, num beco escuro, quilômetros adiante, prendeu sozinho o ladrão. Recuperou tudo o que havia sido levado, mochila e o notebook. Depois, chamou uma viatura da corporação, que conduziu o criminoso à área judiciária da polícia. 

Fonte: Jornalista Políbio Braga
Contato: 
polibio.braga@uol.com.br
Comercialização: polibio.braga@uol.com.br
Facebook:
http://www.facebook.com/polibiobraga
Twitter: http://twitter.com/polibiobraga

Nenhum comentário:

Postar um comentário