PREVISAO DO TEMPO

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Operação Golfinho, A Indústria da Multa, O Sonho

Por estes dias eu tive um sonho, ou foi um pesadelo, sonhei que em uma cidade do Rio Grande Do Sul, os soldados da Brigada Militar para serem escolhidos afim de integrar o efetivo que faria parte da operação golfinho( policiamento no litoral), seriam avaliados conforme sua produtividade. Questionados sobre o que especificamente englobaria esta tal PRODUTIVIDADE os comandantes responderam que aqueles servidores que fizessem as maiores quantidades de multas no trânsito ganhariam como prêmio as diárias na operação golfinho, bem pasmem, instalou-se na cidade a INDÚSTRIA DA MULTA,  logo uma dupla de soldados abordou um condutor e fez para um único veículo mais de VINTE MULTAS, num claro ato de abuso de autoridade, mas que pena as multas tiveram que ser anuladas, outros paravam próximos a semáforos e rótulas e multavam os motoristas PELAS COSTAS, sem abordagem, multavam aqueles que passavam fazendo uso do celular ou que não faziam o uso do cinto de segurança, uma prática nada pedagógica e nem tão pouco ética, mas pouco importava o que contava era o número de multas numa corrida desesperada para ganhar o prêmio, sim para estes soldados que pareciam mais de chumbo com mentes teleguiadas, tudo parecia correto, afinal ganhariam as tão disputadas diárias, MAS AS CUSTAS DOS BOLSOS DOS CIDADÔES!!! Sim as diárias tinham que sair de algum lugar, espertos comandantes, conseguiram alta arrecadação para o estado e uma quase que total submissão da tropa, penso então quais são os piores, os que dançam ou os que tocam a música? Após terminada a corridas pelas diárias na cidade da indústria da multa os comandantes reunidos na SALA DE JUSTIÇA ( como no desenho dos super amigos)  gargalhavam contando os CULHÕES ( multas) e comentavam entre si como foi fácil fazer com que seus ROBÔS , digo soldados, cumprissem suas ordens, bastou programá-los , digo oferecer um prêmio, nesta hora lembrei que ordens absurdas não devem ser cumpridas, logo após foram divulgados os nomes dos vencedores do prêmio.
      Mas que sonho esquisito este meu e que estranhos personagens, bem eu abismado e assistindo a tudo pensava: e se as redes de rádio e televisão fossem comunicadas destes acontecimentos, e o ministério público ou a corregedoria será que agiriam???? E os cidadões desta cidade aheios a tudo como reagiriam???? Há quase ia me esquecendo no sonho também houve injustiça na forma como foram selecionados os vencedores do prêmio, pois haviam aqueles ROBÔS, digo soldados cabeças de lata, que fizeram um monte de multas e não ganharam prêmio nenhum, pois não havia lugar para todos, que triste desilusão a deles, já tinham até feito seus planos, que barbaridade, lhes frustraram as expectativas, lembro que no sonho fiquei consternado com a situação destes. Outros como não trabalhavam nas ruas, nem puderam participar da competição, nunca saberemos se são bons atletas, e tinha também outros iluminados quem nem precisaram ter sua produtividade avaliada, pois já estavam com seu lugar garantido, acho que estes eram como aqueles ROBÔS T1000  do filme o exterminador do futuro, que se transformavam em qualquer coisa para atingirem seu objetivo, muito úteis, não poderiam ficar de fora. Existia também outro tipo de soldados na tropa, aqueles que não concordavam com esta forma de seleção imposta, pensavam não ser nada ética, lesiva aos condutores, estes continuavam normalmente com seu trabalho sem participar efetivamente desta corrida pelo prêmio,  mas nada podiam fazer para mudar esta realidade, pois estavam sobre a GUARDA DO RDBM,  e toda aquela regidez do regime militar, O REGIME DO MEDO, podiam sofrer represarias, mas até no meu sonho tinha um LOUCO que ignorava as regras e arriscava-se a questionar AS ORDENS EMANADAS, neste momento lembrei do filme EU ROBÔ, no qual havia pelo menos um robô que pensava, logo os outros receberam ordens para destruí-lo, com a desculpa de que estava COM DEFEITO, não lembro qual foi o destino daquele louco.
    O fato era que os BAIXOS SALÁRIOS pagos pelo estado, davam grande PODER DISCRICIONÀRIO aos comandantes, que decidiam de que forma e quem deveria ser agraciado com um PLUS no salário fazendo as diárias, se todos fossem valorizados pelo essencial trabalho prestado em SEGURANÇA PÚBLICA percebendo um salário digno que merecem, estariam sempre motivados e não se submeteriam  a participar de uma seleção com critérios espúrios, nem tão pouco ficariam ACAMPADOS EM ESCOLAS NO LITORAL, longe de suas famílias, juntando cada centavo para voltar com algum dinheiro para casa, para trocar de carro, fazer mais um puxadinho na residência, pagar a faculdade sua ou do filho, CONSEGUIR QUITAR PARTE DA DÍVIDA COM O BANRISUL, sair do SPC e por ai vão os motivos que fazem um PM passar por uma HUMILHAÇÂO destas, na verdade o ESTADO quer que cada um de nós seja um robô, mais precisamente um ROBÔCOP, sem família, sem salário, sem casa, sem capacidade de FILOSOFAR, obediente as ordens e com baixo custo de manutenção.
    O meu sonho é cômico mas é muito triste, este texto escrevo em homenagem a todos aqueles que SONHAM, mas que por algum  motivo não podem compartilhar, continuem sonhando pois ainda não podem nos proibir de sonhar!!!!! Bem já ia quase me esquecendo, FELIZ ANO NOVO, que venha o devir e nos surpreenda, pois o ano velho está cheio de sonhos estranhos que se transformam no pesadelo da nossa realidade.





                                                                                        Hercules Peres Bloedow
                                                                                              Soldado da BM

Um comentário:

  1. Que coisa, eu já ví esse filme, mas não era pesadelo, era real, em uma certa cidade da fronteira com o uruguai,... e quantas outras por aí, é... é a república das bananas.

    ResponderExcluir